7 de set de 2009

Do amor e outros demônios

'Quanto mais transparente é uma escrita, mais se vê a poesia'. p.49
'Não há remédio que cure o que a felicidade não cura'. p.51
'Nenhum louco é louco para quem aceita as razões
dele'. p.55


Há mundo do outro lado do mar e
do outro lado do mundo, mar.J&N

'As ideias não são de ninguém (...) Andam voando por aí como os anjos'. p.82
'Ás vezes atribuimos ao demônio certas coisas que não entendemos, sem cuidar que podem ser coisas que não entendemos de Deus'.
'Nada é mais útil que uma dúvida em tempo'. p.123
'Sempre entendi tudo, menos a morte'. p.162

Gabriel Garcia Marquez, em Do amor e outros demônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário