30 de nov de 2008

Prosopagnosia

É uma doença moderna?
é histeria?
É o não olhar de quem não vê?
Não sei ao certo,
mas quando chegar mais perto
susurrarei, ao olhar de quem vê:
Não conheçou Eu !
Nem conheço você.
_________________________________________
_________________________________________
Mais informações acesse: http://www.faceblind.org/

Ariel

Sylvia Plath nasceu em Boston, EUA, em 1932. Teve uma passagem melancólica por Nova York, tentou o suicídio várias vezes, casou em 1956 com o poeta inglês Ted Hughes, foi com ele p\ Cambridge, Inglaterra. Teve 2 filhos. Descasou em 1962, escreveu seus poemas capitais, publicados postumamente no vol. Ariel (1965), sua obra mais importante. Dois anos antes, em 1960, lançara Colossus. Em 11\02\1963, aos 30 anos de idade cometia suicídio inspirando gás na cozinha de sua residência.

ARIEL


Estancamento no escuro
E então o fluir azul e insubstancial
De montanha e distância.

Leoa do Senhor como nos unimos
Eixo de calcanhares e joelhos!... O sulco

Afunda e passa, irmão
Do arco tenso
Do pescoço que não consigo dobrar.

Sementes

De olhos negros lançam escuros
Anzóis...

Negro, doce sangue na boca,
Sombra,
Um outro vôo

Me arrasta pelo ar...

Coxas, pêlos;
Escamas e calcanhares.
Branca
Godiva, descasco
Mãos mortas, asperezas mortas.

E então
Ondulo como trigo, um brilho de mares.
O grito da criança

Escorre pela parede.
E eu
Sou a flexa,

O orvalho que voa,

Suicida, unido com o impulso
Dentro do olho

Vermelho, caldeirão da manhã.

28 de nov de 2008

O idiota

Hoje são 28 de novembro de 2008. Nasci 28 de fevereiro de 1971. Dostoiévski morreu em 28 de janeiro de 1881.
Mas estou aqui não para falar do dia 28, mas para falar de vida nos dias 28 ou em outro dia qualquer. O tema da vida atravessa o romance 'O idiota'. Muito embora, a vida esteja em constante contraposição com a morte.

"Irmão! Não me abati e nem caí em desânimo. A vida é vida em qualquer lugar, a vida está em nós mesmos e não fora. Ao meu lado haverá pessoas, e ser homem entre elas e assim permanecer para sempre, quaisquer que sejam os infortúnios, sem perder a coragem nem cair em desânimo - eis em que consiste a vida, em que consiste o seu objetivo. (...) Quando olho para o passado e compreendo quanto tempo perdi em vão, quanto perdi com equívocos, com erros, na ociosidade, na inabilidade para viver, como deixei de apreciá-lo, quantas vezes pequei contra meu coração e minha alma, meu coração se põe a sangrar. A vida é uma dádiva, a vida é uma felicidade, cada minuto poderia ser uma eternidade de felicidade."

Carta escrita a Mikhail.


O acaso do dia 28 - DIA DO QUERER

DIA 28 = DIA DO QUERER 'É muito contraditório, pois nasceu com o dom do querer, mas vive se queixando. É naturalmente tímido, infeliz e até de natureza doentia. Livre dessa face doentia poderá se impor a tudo e a todos, pelo seu admirável senso diplomático e espírito de justiça e compreensão. Será mais bem sucedido como chefe ou em atividades independentes, pois não gosta de ser mandado nem criticado. Como tem grande vitalidade e energia física, pode se dedicar a várias atividades ao mesmo tempo sem se cansar. Como o 29, tem muitos começos e poucos fins, e por isso deixa de aproveitar as oportunidades de se tornar famoso e rico. Tem tendência a aumentar seus aborrecimentos, embora não aparente e nem concorde com isso e, dessa maneira, se sujeita a muitos desapontamentos. É líder natural, mas falta-lhe espírito competitivo e força de vontade para lutar por seus ideais. Para superar todos os pontos negativos, deve desenvolver otimismo, autoconfiança e perseverança de propósitos. Estudar a natureza humana, procurando compreendê-la, deixar de ser egoísta e se elevar sempre, seja no plano material como intelectual, são a base de sustentação para que atinja o sucesso e a felicidade tão almejadas. '

27 de nov de 2008

Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos


Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
Ana Elisa Ribeiro

Enciclopédia é uma palavra que vem do grego. Trata-se de alguma formulação assim como "conhecimento circular ou geral". Quem diz isso é um outro livrão, também de consulta, chamado dicionário. Ambos são resultado de alta tecnologia. O empolgado filósofo Pierre Lévy diria que são, de alguma forma .. leia texto em
http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=2251

"O cachorrinho riu" ou bobagens pra quem não quer virar pó

Sou uma fdp* mesmo! Blábláblá e pouca ação, muito discurso e pouco comprometimento, muito blábláblá. Ao invés de estar na praça empunhando bandeiras vermelhas ou amarelas, ao invés de estar sacolejando dentro de um ônibus até POA, até o palácio, até sabe lá Deus onde. Ao invés de estar ADIANTANDO minhas horas para tirar folgas....estou aqui, calmamente, teclando, estou aqui silenciosamente lendo, estou aqui calmamente me divertindo, estou aqui pacientemente tentando ser feliz, me envolvendo com coisas e coisas para pensar, com coisas e coisas para não pensar, com coisas e coisas para conseguir suportar a vida.
Acabo de ler aos trancos e barrancos o livro "Pergunte ao pó", de John Fante. Fizeram reserva e tenho que devolvê-lo...droga. Mas ao menos me obriguei a lê-lo. Tenho mil e uma leituras feitas, pelo menos mil tenho que voltar a reler, porque coisas ficaram perdidas no caminho.
Sempre me identifico com algum personagem, desta vez foi com Camila, assim como aconteceu com ela, tudo um dia, poderá me acontecer ao acaso da noite, ao acaso do dia. Entretanto algo mais forte sobreviverá a mim, e esconderá os segredos, esconderá os desejos, esconderá as vontades. E o vento minuano soprará novamente em um inverno qualquer, indiferente ao tempo, indiferente ao lugar, indiferente ao acaso, indiferente a mim mesma, indiferente a tudo e a todos.


"Não lembro bem. Talvez uma semana, talvez duas. Sabia que ela ia voltar. Não fiquei esperando. Vivi minha vida. Escrevi minhas páginas. Li uns livros. Estava tranquilo: ela ia voltar. Seria de noite. Nunca pensei nela como uma coisa a ser vista à luz do dia. Das vezes que a vi, nenhuma tinha sido de dia. Fiquei à espera dela como quem espera a lua."
FANTE, John. Pergunte ao pó. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1984. 163 p. (Circo de letras ; 13)p. 127

______________________
fdp* filha da paciência. A nota esclarece o verdadeiro sentido, para principalmente aquelas pessoas que riram, maliciaram ou escandalizaram-se, com sigla que poderia ter duplo sentido. Sou uma ex-crente e da minha boca 'santíssima' nunca saiu palavra torpe.
_______________________________________________________________________________

Inspirada nas personsagens Vera e Camila que adentraram no mais íntimo de Arturo Bandini, que " não é carne, nem peixe nem flor que se cheire", escrevi o que segue e não tem título de Maternidade, nem título adequado.

Um dia vou entrar no teu quarto
e desvendar teus segredos
Um dia vou amaciar tua cama
e te cobrir de beijos
envolver-me em teu mistério
e ouvi-lo dizer que me ama

Um dia lamberei o teu cheiro profundo
entrarei no teu ser e esquecerei este mundo
Um dia estarei ao teu lado como eterno namorado

Morderei tua boca com afeto
e dentro de mim pulsará um feto.



26 de nov de 2008

Mapa interativo com dados de 192 países - IBGE

http://www.ibge.gov.br/paisesat/

O mapa-múndi interativo apresenta informações demográficas, econômicas e geográficas de 192 países reconhecidos pela ONU.
A interface inicial de Países@ é um mapa do mundo onde o usuário pode navegar, clicando sobre o país escolhido para que surja na tela a "síntese", com informações como localização, nome da capital, extensão territorial, PIB, idioma, população e moeda corrente. No mesmo quadro também há um breve histórico político-administrativo, um mapa político, a reprodução da bandeira nacional, fotos e um link para o Google Maps, onde o usuário tem acesso a visão do relevo através de imagens de satélite. Além da síntese, o menu no alto da página de Países@ dá acesso a outros seis temas: população, indicadores sociais, economia, redes (telefonia e internet), meio ambiente e objetivos do milênio. Todas as informações são da ONU e de outras fontes oficiais. Há dados sobre a população residente em áreas urbanas, densidade demográfica, natalidade e mortalidade. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a desnutrição, o saneamento, a educação e a incidência do vírus da aids são outros temas abordados. Os indicadores também podem ser acessados na forma de tabelas.

25 de nov de 2008

Contos russos - os clássicos (sinos russos)

"Um funcionário encarou o outro fixamente. No olhar de cada um brilhou uma centelha má...."

Belo conto sobre dois funcionários públicos que por serem estúpidos se viram transportados para uma ilha deserta, como por um tapete mágico. Ao procurar explorar a ilha, não sabiam definir onde ficava o leste e onde ficava o oeste, onde era o norte e onde ficava o sul. Ao sentirem fome, não sabiam colher os frutos, nem conseguiam preparar os alimentos, porque estes na forma original voavam, nadavam ou cresciam no alto das árvores. O que os funcionários públicos sabiam? háááá conheciam perfeitamente as seguintes palavras: "Com os protestos da mais alta estima e consideração, sou, de V. Exa., humilde servo." Após uma terrível briga em que tentaram comer um ao outro, à vista do sangue fê-los recuperarem a razão. Decidiram pois, entreterem-se mutuamente para passar o tempo, evitando assim assassínios e morte.
E passaram a discutir questões como: Porque o sol se ergue e depois se põe e não o contrário? Porque primeiro trabalhamos, depois voltamos para casa e por último dormimos? Após intermináveis discussões que sempre terminavam lembrando-lhes comida, decidiram arranjar um mujique. Mesmo em uma ilha, sempre há algum mujique que escapou em algum momento do trabalho. Encontraram o tal mujique amarraram-no em uma árvore para que não fugisse e não tiveram mais problemas. Não gastavam dinheiro, estavam gordos, bem alimentados e felizes. Após muito tempo, ficaram aborrecidos e importunaram o mujique para que este construísse um barco capaz de transportá-los novamente à sua terra... e o que será que aconteceu????

Schedrin, Nikolai. Um mujique alimenta dois funcionários públicos.
*******************************************************************
Não sei se a maioria de vocês sabem, mas moro em um apartamento muito pequeno, cabe eu, minha cama, meu ropeiro, alguns poucos móveis na cozinha e meu note book, que preenche meu mundo com amigos presentes do passado e, é claro, todas as dualidades do meu SER, mudando todo o tempo, amando, sofrendo, sorrindo, chorando, e até rezando. Pois nesta noite, recebi multidões de russos. Russos empoeirados que vinham das ruas sujas de São Petersburgo, russos titiritando de frio que desembarcavam de carroças, recebi velhos e moços, crianças, mulheres, cocheiros, mujiques, funcionários públicos e até vultos fantasmagóricos!!! Por vários momentos meu espírito esteve contraído por espreitar a maldade presente nos sorrisos de afeto, nos gritos do "Sabe com quem está falando? Na falta de compaixão. Um fantasma porém procura a justiça, procura o direito, procura...procura...procura... São quase 6 horas da manhã, as multidões estão indo embora. Ficam os resquícios das histórias que povoaram a noite e encheram o Ap. Em breve nascerá mais um novo dia, os pássaros já estão começando a cantar. Está na hora de dormir. É bom dormir durante o dia, os desejos e esperanças vão embora e os sonhos, no meio de tanto dia ficam sem espaços e começam a rarear.
*******************************************************************
Akaki Akakiévitch
-Deixem-me! Não vêem que me estão magoando?
Nessas penetrantes palavras ressoava mesmo o eco destas outras:
"Eu sou teu irmão!"

"O infortunado jovem cobria então o rosto, e mais de uma vez, durante sua existência, haveria de estremecer ao ver o quanto o homem carece de humanidade, ao constatar o quão grosseira é a ferocidade que se encapa sob as maneiras mais polidas - ó meu Deus! - naqueles que o mundo considera pessoas honestas e de bem..." p.53

Não é possível escrutar a alma humana em todos os seus refolhos e advinhar tudo o que se lhe vai no íntimo. p.64

"Onde aquiriu essa arrogância? Sabe com quem está falando? Compreende na presença de quem se acha?"

Oras, oras, oras....esta é apenas uma obra de ficção, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

"Todos nós descendemos de 'o capote'. Dostoiévski


Gogol, Nikolai. O capote
*******************************************************************
Leia o conto na íntegra :
http://www.ufrgs.br/proin/versao_2/capote/index.html
****************************************************

"...Durante muitos anos estivemos perto dele e não o conhecemos direito, mas um instante só foi suficiente para vermos tudo claro: nós o tomamos por um tolo, mas ele bem poderia ser um justo."
Leskov, Nikolai. Um tolo

****************************************************
'Contos russos : os clássicos', uma semana depois de ter em minhas mãos o livro, dois dias depois de ter passado uma noite russa, procuro e encontro este acesso, esta disponibilidade, este link:
http://books.google.com.br/books?id=-wuixXSSOwYC&pg=PA130&lpg=PA130&dq=dois+pequenos+mujiques++nikolai+schedrin&source=bl&ots=jeZuReGlJD&sig=p8PpNovG3eNUQMmYpaSEG85r-eA&hl=pt-BR&sa=X&oi=book_result&resnum=1&ct=result#PPA5,M1

Descentralização egocêntrica e etnocêntrica

A filosofia depende da democracia,
assim como a democracia depende da filosofia
ambas nasceram no mesmo tempo
introduzindo inovações profundas
sob o ponto de vista de quem vê
rompendo barreiras
ultrapassando estigmas
acenando sempre e sempre
mudanças de paradigmas

"Somos modernos, para nós, não há um mundo intelegível que nos forneça idéias prontas para o uso, de modo que só nos resta a opção de inventar verdades práticas. Além disso, como não acreditamos na possibilidade real de se ter algum tipo de intuição moral dessas verdades práticas, não podemos ter a esperança de descobri-las dentro de nós mesmos; temos de encontrá-las por meio de procedimentos de argumentação que nos obrigam a adotar o ponto de vista do outro e ocasionam assim uma implementação mais ou menos eficaz do IMPERATIVO CATEGÓRICO." (o grifo é meu, Nita) HABERMAS, Jürgen. A ética da discussão e a questão da verdade. São Paulo: Martins Fontes, 2004. 69 p.

Existe... só um imperativo categórico, que é este: Aja apenas segundo a máxima que você gostaria de ver transformada em lei universal." Immanuel Kant, A Metafísica da Moral (1797)

Imperativo, porque é um dever moral. Categórico, porque atinge a todos, sem exceção. Uauuuuhhhh!

23 de nov de 2008

Tractatus * Linguagem

'1. O mundo é tudo que ocorre.
2. O que ocorre, o fato, é o subsistir dos estados de coisas.
3. O pensamento é a figuração lógica dos fatos.
4. O pensamento é a proposição significativa.
5. A proposição é uma função de verdade das proposições elementares (a proposição elementar é uma função de verdade de si mesma).
6. A forma geral da função de verdade é: %¨(&*&#@$(+"!herskkk
7. O que não se pode falar, deve-se calar.'

"A lógica preenche o mundo; os limites do mundo são também seus limites (...). Não podemos pensar o que não podemos pensar, por isso também não podemos dizer o que não podemos pensar."

Meu 'Eu' que pensa, não é deste mundo,
e como tal, não há outro igual,
ele está pouco acima do limite de tudo,
entre o fio da navalha que separa, o bem do mal.
Nita

"O que pode ser dito, o pode ser claramente, mas o que não se pode falar deve-se calar."

"Aquilo que se sabe, quando ninguém nos interroga, mas que não se sabe, quando devemos explicar, é algo sobre o que se deve refletir."

ZILLES, Urbano. O racional e o místico em Wittgenstein. 2. ed Porto Alegre: EDIPUCRS, 1994. 94p.

Morte em Veneza

Ontem, experiência "Segredo" tranquilex e never more. Hoje assisto 3 filmes: "Estrela solitária" que não me diz muito, "13 dias que abalaram o mundo", que pouco me abalou e "Morte em Veneza!" que tremendamente me excitou e meu espírito saltou HauehuaHheua!!!!
____________ *** ____________
"A abertura pela qual escorre a areia é tão pequena que, a primeira vista, parece que o nível na parte superior nunca se altera. Aos nossos olhos, parece que a areia escoa apenas...apenas no final. E até que isso aconteça não vale a pena pensar a respeito....Até o último instante quando não há mais tempo...Quando não resta mais tempo para pensar a respeito.
____________ *** ____________
A beleza nasce espontaneamente...preexiste a nossa presunção de artista. A realidade apenas nos distrai e degrada. A criação da beleza e da pureza é um ato espiritual. Não é possível alcançar o espírito através dos sentidos. É somente através do absoluto controle dos sentidos que se pode algum dia, alcançar sabedoria, verdade e dignidade humana.
Sabedoria? Dignidade humana? Para que servem?
O gênio é uma dádiva divina. Não! Uma aflição divina. Uma chama breve e pecaminosa de dons naturais. O mal é necessário, é o alimento da genialidade."
____________ *** ____________
A arte é a fonte mais elevada de educação e o artista tem que ser um exemplo - modelo de equilíbrio e força. Ele não pode ser ambíguo.
+ a arte é ambígua!
E a música é a mais ambígua de todas as artes. É a ambiguidade transformada em ciência, é uma série completa de combinações matemáticas insuspeitadas e inesgotáveis. Um paraíso de duplos sentidos, com os quais você, mais do que ninguém diverte-se ruidosa e confortavelmente.
____________ *** ____________
Isso não é vergonha, é medo. A vergonha é uma angústia espiritual à qual você está imune, porque você é imune ao sentimento. Você é um homem que se esquiva, que se desagrada, que mantém distâncias. Teme o contato direto e sincero com o que quer que seja! Devido aos seus rígidos padrõs morais...quer que seu comportamento seja tão perfeito quanto sua música! Cada escorregão é uma catástrofe, resulta em irreparável contaminação! Estar em dívida com seus próprios sentidos por uma condição irremediavelmente corrompida e doentia.
____________ *** ____________
Pureza de forma! Perfeição! A abstração dos sentidos!
Tudo se foi! Nada restou ! Nada !
A sua música nasceu morta, e você está desmascarado.
____________ *** ____________
A mediocridade é o que existe na base daquilo que agrada a todos."

http://br.youtube.com/watch?v=n2UYct17bFw Eis uma coisa que preciso aprender, colocar vídeo com imagens...

São algumas frases tiradas do filme para reflexão... Conde Luchino Visconti di Machone, herdeiro do duque de Milão (Visconti, Fellini e Antonioni) + Thomas Mann em, "Morte em Veneza."

22 de nov de 2008

O Segredo

"...para terminar. Talvez eu apenas quisesse confiar ou confirmar meu gosto pela literatura, mais precisamente, pela escrita literária. Não que eu ame a literatura em geral nem que a prefira ao que quer que seja, por exemplo, como pensam muitas vezes aqueles que não discernem por fim nem uma nem outra com relação à filosofia. Não que eu queira reduzir tudo a ela, e menos ainda a filosofia. No fundo, passo sem a literatura, de fato, com bastante facilidade. Se precisasse me retirar para uma ilha, no fundo seriam os livros de história, de memórias que provavelmente levaria comigo e que leria à minha maneira, talvez para deles fazer literatura, a menos que fosse o inverso, e isso seria verdadeiro a respeito dos outros livros (arte, filosofia, religião, ciências humanas ou naturais, direito etc.). Entretanto, se, sem amar a literatura em geral e por ela mesma, amo alguam coisa nela que não se reduz de modo algum a uma qualidade estética, a uma fonte de fruição formal, isso seria em lugar do segredo. Em lugar de um segredo absoluto. Aí estaria a paixão. Não há paixão sem segredo, este segredo, mas não há segredo sem paixão. Em lugar do segredo: aí, entretanto, onde tudo está dito e o resto nada mais é senão o resto, nem mesmo literatura......A solidão, o outro nome do segredo do qual o simulacro ainda presta testemunho, não é nem da consciência, nem do sujeito, nem do Dasein, nem mesmo do Dasein em seu poder-ser autêntico, cujo testemunho ou atestatado Heideger analisa. Ela os torna possíveis, mas o que ela torna possível não põe fim ao segredo. Este não se deixa levar nem encobrir pela relação com o outro, pelo estar-com ou por alguma forma de 'laço social'. Embora os torne possíveis, ele não responde a isso, ele é o que não responde. Nenhuma responsiveness. Será isso chamado a morte? A morte dada? A morte recebida? Não vejo razão alguma para não chamar isso a vida, a existência, o rastro. E não o contrário.....Eis que resta, segundo Derrida, a solidão absoluta de uma paixão sem martírio.

O segredo permanece inteiro, minha cortesia, intacta, minha reserva, intocada, meu pudor, mais ciumento do que nunca, respondo sem responder (ao convite, a meu nome, à palavra ou ao apelo que diz "eu"), vocês nunca saberão se falo de mim, este eu aqui, ou de um outro eu, de um eu qualquer ou do eu em geral, de você ou de vocês, deles, delas ou de nós, se esses enunciados são concernentes à filosofia, à literatura, à história, ao direito ou a qualquer outra instituição identificável. Não que essas instituições sejam alguma vez assimiláveis (isso foi bastante dito e quem poderia contradizê-lo), mas as distinções às quais se prestam somente se tornam rigorosas e confiáveis, estatutárias e estabilizáveis (ao longo de uma história enorme, com certeza) a fim de dominar, ordenar, fazer parar esta turbulência, a fim de poder decidir, a fim de poder em suma. É disso, é para isso que a literatura (entre outras coisas) é 'exemplar': ela é, diz, faz sempre outra coisa, uma coisa diferente dela mesma, ela mesma que, aliás, é apenas uma coisa diferente dela mesma. Por exemplo ou por excelência: filosofia. DERRIDA, Jacques. Paixões. Campinas: Papirus, 1996. 62p.

21 de nov de 2008

Ilusão ou Renascimento-espumasaoventoElzaSoares-

Minha vida virou novela, ou melhor virou um filme,
ou melhor virou 'um eterno sonhar'...
do qual espero, o mais cedo possível acordar!
Impassível
vestido de poeta
invade minha tela
e não percebendo,
na sua distração
toca minha vida
massacrando meu coração.
Mas meu espírito está na espreita,
observando, ensinando, contagiando
ora sinto-o, ora choro, e quase não mais oro!
Espero que numa dessas, sem eu mesma perceber
Meu espírito possa evoluir e da prostração me re-erguer.

20 de nov de 2008

20 de novembro : Consciência Negra

Quando dois corpos se unem, e duas mãos se juntam...refletem no chão a sombra da mesma cor.
O dia 20 de novembro é uma data construída a partir da visão do oprimido, a partir da visão da maioria, a partir da visão dos movimentos sociais que 'reverenciam' a data como referência não da data de um negro que lutou pela liberdade e democracia, mas de todos os brasileiros e todas as pessoas que lutam contra a opressão, que lutam contra a escravidão, que lutam pela igualdade, que lutam acima de tudo pela liberdade. Zumbi representa uma consciência de classe social unida pelos ideias de socialismo e liberdade individual
E.... onde fica o dia 13 de maio????
Oras, o dia 13 de maio, foi o marco de assinatura da Lei Áurea! Famosa Lei de apenas 2 artigos:
"É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil" e ...
"Revogam-se as disposições em contrário."
E... o que acontece no dia 14???
Digníssima princesa, digníssimo rei
negros sem trabalho
negros sem casa
negros sem terras
negros sem escolarização
negros sem leis.

Se a legislação antes era omissa para a população negra, agora começou a atuar, contra ela.
O governo criou um imposto para os negros que quisessem comprar terras (Lei das Terras, de 1850. Esta lei determinava que qualquer terreno só podia ser adquirido por meio de compra), proibiu fazendeiros de pagar salários a trabalhadores negros e impediu que negros frequentassem escolas.
Sem ter como adquirir terras, trabalhar e estudar, a negrada ficava na rua, onde era presa por vadiagem - crime que incluía jogar capoeira e sambar
eram maltrados
agora são estigmatizados.

Idéias racistas de 'branqueamento' começam a pipocar no país e os negros antes discriminados, agora são rechaçados.
Ao longo do ano irei aperfeiçoar este tópico, torná-lo quase perfeito! Estou 'largando' ideias soltas aqui, por favor não leiam.

Cotas nas Universidades
Feriado no dia 20 de novembro
Aplicabilidade da lei 10.639 procurando a interdisciplinariedade
A Lei 10.639\03 inclui no currículo escolar o ensino da disciplina de História e Cultura Afro-Brasileira. A lei 11.645\08, mantém todos os dispositivos da lei anterior, mas acrescenta a obrigatoriedade da temática indígena no currículo.

Mas...e o que aconteceu depois do dia 20????
O líder dos Palmares Zumbi, foi assassinado.

A educação deve combater as formas de preconceito, que existem na socidade, especialmente o racismo, que está inserido sutilmente nas relações sociais.

Trabalhar temas como música, poesia, entrevistas, gráficos, arte, cultura, religião, história, culinária, literatura, dança. Problematizando o que sabemos e buscando o que queremos saber.
__________________________________________________
"A Cultura Negra em sala de aula: Erros & Acertos

Abordar a história dos negros a partir da escravidão.
Aprofundar-se nas causas e consequencias da dispersão dos africanos pelo mundo e abordar a história da África antes da escravidão.
Apresentar o continente africano cheio de estereótipos, com o exotismo dos animais selvagens, a miséria e doenças, como a AIDS.
Enfocar as contribuições dos africanos para o desenvolvimento da humanidade e as figuras ilustres que se destacaram nas lutas em favor do povo negro.
Pensar que o trabalho sobre a questão racial deve ser feito somente por professores negros para alunos negros.
A questão racial é assunto de todos e deve ser conduzida para a redução das relações entre descendentes de africanos, de europeus e de outros povos.
Acreditar no mito da democracia racial.
Reconhecer a existência do racismo no Brasil e a necessidade de valorização e respeito aos negros e à cultura africana".
__________________________________________________

-Março-
Para ouvir e comentar...
Canto das três raças (Clara Nunes)
Regresso .
Haiti (Caetano Veloso e Gilberto Gil)


Para ouvir e deleitar...
Ladysmith Black Mambazo perform Homeless

Para ouvir e aprender:
Sarah Vogan -
Manu Dibango - Camarões
Salif Keita - Malí
Césaria Évora - Cabo Verde
Myriam Makeba - África do Sul (1932-2008)


1-Conceitue raça.
2-Identifique as raças na música? Índio, Negro
3-Quem canta de dor? Índio, Negro, Inconfidente, Trabalhador
4-Devido a escassez de mulheres brancas, com quem o colonizador casava?Negras e índias causando a miscigenação.
5- Livre

Hip-Hop
Samba

Personalidade em destaque:

Políticos, Músicos, Escritores, Poetas:
Nelson Mandela
André Pinto Rebouças - engenheiro
Rodrigues Alves 1902 – presidente afro descendente
Benjamim de Oliveira palhaço negro – cria o teatro popular brasileiro
Chiquinha Gonzaga – compositora
Paulino Sacramento – compositor e regente
Francisco Guimarães – jornalista pioneiro da crônica carnavalesca
Zeca Patrocínio- pioneiro do cinema brasileiro
Hemetério dos Santos – autor da primeira gramática da língua portuguesa
Pixinguinha
João da Cruz e Souza - escritor
Grande Otelo - ator
Gilberto Gil - músico
Gonçalves Dias
Lecy Brandão
Milton Gonçalves
Olavo Bilac
Tobias Barreto
Zezé Motta
Zumbi

Artistas:
Negros pintores: Arthur Timótheo, Benedito José de Andrade, Benedito José Tobias, Emmanuel Zamor, Estevão Silva, Firmino Monteiro, Horácio Hora, João Timótheo, Rafael Pinto Bandeira, Wilson Tiberio.


O juiz Thurgood Marshall se torna o primeiro integrante negro da Suprema corte.
Fannie Lou Hamer (born Fannie Lou Townsend on October 6, 1917March 14, 1977) was a American voting rights activist and civil rights leader. Lutou pelos direitos civis dos negros.
Bill Cosby é pouco conhecido no Brasil mas é um dos mais bem sucedidos comediantes americanos, principalmente na televisão, onde durante vários anos fez o papel de um médico negro afluente.

-Abril-

Trabalhar localização do Continente Africano, com destaques para as curiosidades
Fechamento com imagens ***África de A á Z***

Trabalhar a definição de conceitos: Raça/Etnia e a Ideologia do branqueamento.
Etnia como expressão de unidade cultura
Raça: fenótipos (biológicos) e estereótipos de marca, cor da pele (político)
Ideologia do branqueamento
-Maio-
Trabalhar de forma crítica a "Abolição da Escravatura."
Trabalhar personalidades negras que se destacaram na política, economia, cultura, educação, etc. e alguns projetos.
Cotas
Senador Paulo Paim - Estatuto da Igualdade Racial.
http://www.senado.gov.br/paulopaim/
http://www.senado.gov.br/paulopaim/pages/projetos/Projetos/PLS/PLS%20Nº%20213%20de%202003%20-%20Estatuto%20da%20Igualdade%20Racial%20-Origin.pdf
-Junho-
Assistir filmes que tratem diferentes abordagens sobre a figura do negro na sociedade.

Malcon-X
Ali (Mohamed Ali)
Prova de fogo
Quase deuses
Amistad
Quilombo
Sarafina
Um grito de liberdade
Um sonho de liberdade
Advinhe quem vem para jantar
A encruzilhada
A hora do show
Mandela luta pela liberdade
Madame Satã
A cor púrpura
O poder de um jovem
A negação do Brasil
Distraída para morte
Hotel Ruanda
Abril Sangrento
Conduzindo Miss Daisy
Mississipi em chamas
O poder de um jovem
No balanço do amor
Narciso rap
Vídeos no you tube:
Documentário Malcolm X - Por qualquer meio necessário
http://br.youtube.com/watch?v=2x8KgPf8Pq0
Pride: orgulho de uma nação

-Julho-
Cultura como resistência: Quilombos, Religiosidade, Capoeira, Samba, Hip-Hop.
Trabalho orientado sobre discriminação e preconceito a partir da leitura de jornais, e imagens.
-Agosto-
Trabalho com partes de textos de autores negros. A idéia é destacar 1 parte do livro que me chamou a atenção, ler e solicitar á turma que retrate em um desenho, após se o livro tiver sido transformado em filme, mostrar como o diretor do filme transformou o mesmo trecho em imagens. Contextualizar o autor, sua vida e sua época.
Alguns escritores:
Machado de Assis: O caso da vara
Carolina Maria de Jesus
Raul Bopp: Urucungo
Jorge de Lima: Poemas negros
Bernardo Guimarães: A escrava Isaura
Isaias Caminha: O bom crioulo
José de Alencar: O demonio familiar
Xavier Marques: O feiticeiro
Jorge Amado: Jubiabá e Balduíno
Graça Aranha: Viagem Maravilhosa
Gregório de Matos: A uma mulata chamada Córdula

-Setembro-
Poesia negra.
-Outubro-
Destacar aspectos da cultura negra que estão inseridos em nosso cotidiano e organizar um mural.
-Novembro-
Semana afro, já inserida no contexto escolar. Culminando com uma Kizomba (no bantu significa festa ou confraternização)

Inter disciplinas
ou Entre áreas
Transdisciplinaridade

Português - estudar palavras e termos de origem africana que influenciaram e fazem parte da Língua Portuguesa. Estudar conjuntamente poetas, escritores, compositores de origem africana ou que tratem temas sobre o assunto.
Ciências - estudar aspectos da alimentação da cultura africana incorporados à cultura brasileira.
Educação Física - danças, capoeira e ritmo de origem afro. Estudos sobre a origem dos jogos e danças afro.
Educação Artística - conhecer artistas, escultores, pintores, músicos negros ou afro-descendentes. Trabalhar máscaras, pintura, etc.
Matemática - pesquisar duração das viagens, quantidade de africanos existens na África e quantidade de africanos vindos para o Brasil, estatística da população afro no Brasil. Renda per capita dos negros no Brasil ou dos povos africanos em relação ao Brasil.
História - estudar história da África em seus aspectos, sociais, culturais, econômicos e políticos antes da escravização. Destacar as figuras importantes na história. Apontar os mãovimentos de resistência à escravidão: Quilombo, Canudos, Chibata, Malês.
Geografia - cartografia
Inglês - hip h op, hap, blues, regae, brack.

Leis Jim Crow : http://pt.wikipedia.org/wiki/Leis_de_Jim_Crow
A lei Jim Crow impunha a segregação de negros em locais públicos.

Rosaparks
Rosaparks museum




Zumbi dos Palmares
O quilombo dos Palmares (localizado na atual região de União dos Palmares, Alagoas) era uma comunidade auto-sustentável, um reino (ou república na visão de alguns) formado por escravos negros que haviam escapado das fazendas brasileiras. Ele ocupava uma área próxima ao tamanho de Portugal e situava-se onde era o interior da Bahia, hoje estado de Alagoas. Naquele momento sua população alcançava por volta de trinta mil pessoas.
Zumbi nasceu livre em Palmares, Pernambuco, no ano de 1655, mas foi capturado e entregue a um missionário português quando tinha aproximadamente seis anos. Batizado “Francisco”, Zumbi recebeu os sacramentos, aprendeu português e latim, e ajudava diariamente na celebração da missa. Apesar das tentativas de torná-lo “civilizado”, Zumbi escapou em 1670 e, com quinze anos, retornou ao seu local de origem. Zumbi se tornou conhecido pela sua destreza e astúcia na luta e já era um estrategista militar respeitável quando chegou aos vinte e poucos anos.
Por volta de 1678, o governador da Capitania de Pernambuco cansado do longo conflito com o quilombo de Palmares, se aproximou do líder de Palmares, Ganga Zumba, com uma oferta de paz. Foi oferecida a liberdade para todos os escravos fugidos se o quilombo se submetesse à autoridade da Coroa Portuguesa; a proposta foi aceita. Mas Zumbi olhava os portugueses com desconfiança. Ele se recusou a aceitar a liberdade para as pessoas do quilombo enquanto outros negros eram escravizados. Ele rejeitou a proposta do governador e desafiou a liderança de Ganga Zumba. Prometendo continuar a resistência contra a opressão portuguesa, Zumbi torna-se o novo líder do quilombo de Palmares.
Quinze anos após Zumbi ter assumido a liderança, o bandeirante paulista Domingos Jorge Velho foi chamado para organizar a invasão do quilombo. Em 6 de fevereiro de 1694 a capital de Palmares, Macaco, foi destruída e Zumbi ferido.
Apesar de ter sobrevivido, foi traído por Antonio Soares.
Zumbi é surpreendido pelo capitão Furtado de Mendonça em seu reduto (talvez a Serra Dois Irmãos).
Apunhalado, resiste, mas é morto com 20 guerreiros quase dois anos após a batalha, em 20 de novembro de 1695.
Teve a cabeça cortada, salgada e levada, com o pênis dentro da boca ao governador Melo e Castro. Em Recife, a cabeça foi exposta em praça pública, visando desmentir a crença da população sobre a lenda da imortalidade de Zumbi.
Em 14 de março de 1696 o governador de Pernambuco Caetano de Melo e Castro escreveu ao Rei: “Determinei que pusessem sua cabeça em um poste no lugar mais público desta praça, para satisfazer os ofendidos e justamente queixosos e atemorizar os negros que supersticiosamente julgavam Zumbi um imortal, para que entendessem que esta empresa acabava de todo com os Palmares”.
Zumbi é hoje, para a população brasileira, um símbolo de resistência. Em 1995, a data de sua morte foi adotada como o dia da Consciência Negra.É também um dos nomes mais importantes da Capoeira.
Fonte:
Wikipédia.
Para Rubens Alves, a função da educação é erotizar a inteligência para que ela tenha ereções e acorde da sua letargia.
Sugestão de sites:
KITABU Livraria Negra - Um lugar de encontro da expressividade literária afro-brasileira http://kitabulivraria.wordpress.com/2007/10/28/escravidao-e-cidadania-no-brasil-monarquico/

Sites para navegar:
http://aldeiagriot.blogspot.com/
www.portalafro.com.br
www.anai.org.br
www.ceao.ufba.br
www.ipeafro.org.br
www.irohin.org.br
www.quilombhoje.cbj.net
www.mulheresnegras.org
www.unidadenadiversidade.org.br
Site da UNB (textos sobre preconceito, racismo,etc)
http://www.afroreggae.org.br/sec_links.php
http://www.jusracial.org.br/




Sugestão de livros para ler
________________________
Souza, Marina de Mello e. África e Brasil Africano
Araujo, Kelly Cristina. Áfricas no Brasil
Barbosa, Rogério Andrade. O segredo das tranças e outras histórias africanas
Campos, Carmen Lucia; Carneiro, Sueli; Vilhena, Vera. A cor do preconceito
Bento, Maria Aparecida S. Cidadania em preto e branco
Carneiro, Maria Luiza Tucci Carneiro. O racismo na história do Brasil
Rodrigues, Jaime. O tráfico de escravos para o Brasil
Lanna, Ana Lúcia Duarte. Revoltas da senzala
Galdino, Luiz. Palmares
Faria, Antonio Augusto da C.; Barros, Edgard, Luiz de. Os abolicionistas
Combesque, Marie Agnès. O silêncio e o ódio
Piasecki, Jerry. Meninos em guerra: história de amizade e conflito na África
Braz, Júlio Emílio. Pretinha, eu?
Haggard, H. Rider. Ela
Motto, Maria Lúcia. No tempo da escravidão no Brasil
Barbosa, Rogério Andrade. O amigo do rei

Rocha, Ruth.
Niangara Chena - a cobra curandeira
Machado, Ana Maria. Menina bonita do laço de
Azevedo, Aluísio. O mulato
Guimarães, Bernardo. A escrava Isaura
Scliar, Moacyr. O amigo de Castro Alves
Rezende Filho, José. Tonico
Rezende Filho, José; Brasil, Assis. Tonico e carniça
Drewnick, Raul. Correndo contra o destino
Ortiz, Esmeralda do Carmo. Esmeralda - por que não dancei
Queiros, Raquel de. Cenas brasileiras
____(Coleção Para Gostar de Ler). Nós e os outros
Iacocca, Liliana; Iacocca, Michele. De onde você veio? discutindo preconceitos
Todos temos direitos.
Convivendo com as diferenças
Kindersley, Anabel; Kindersley, Barnabas. Crianças como você
Jesus, Carolina Maria de. Quarto de despejo
Machado, Ana Maria. Do outro mundo
Frei Beto. Alucinando som de tuba
Machado, Ana Maria. Tudo ao mesmo tempo agora
Rocha, Ruth. Romeu e Julieta
Bandeira, Pedro. A hora da verdade
Jaf, Ivan. O super Silva
Novaes, Carlos Eduardo. O imperador da Ursa Maior

17 de nov de 2008

Dancem Macacos, dancem (clique)


Sou o que semeio, colho o que planto, ação e reação. Com graça ou sem graça, sou apenas 1 raça.

Filme que faz uma análise da raça humana:
Há bilhões de galáxias no universo observável E cada uma delas contém centenas de bilhões de estrelas Em uma dessas galáxias Orbitando uma dessas estrelas Há um pequeno planeta azul E este planeta é governado por um bando de macacos Mas esses macacos não pensam em si mesmos como macacos Eles nem sequer pensam em si mesmos como animais De fato, eles adoram listar todas as coisas que eles pensam separá-los dos animais: Polegares opositores Autoconsciência Eles usam palavras como Homo Erectus e Australopithecus Você diz to-ma-te, eu digo to-ma-ti. Eles são animais, certo? Eles são macacos Macacos com tecnologia de fibra ótica digital de alta velocidade Mas ainda assim macacos Quero dizer, eles são espertos, você tem que conceder isso As pirâmides, os arranha-céus, os jatos, a Grande Muralha da China Isto tudo é muito impressionante Para um bando de macacos Macacos cujos cérebros evoluiram para um tamanho tão ingovernável que agora é bastante impossível para eles ficarem felizes por muito tempo Na verdade, eles são os únicos animais que pensam que deveriam ser felizes Todos os outros animais podem simplesmente ser Mas não é tão simples, para os macacos Pois os macacos são amaldiçoados com a consciência E assim os macacos têm medo Os macacos se preocupam Os macacos se preocupam com tudo Mas acima de tudo com o que todos os outros macacos pensam Porque os macacos querem desesperadamente se encaixar Com os outros macacos O que é bem difícil, porque a maior parte dos macacos se odeia Isto é o que realmente os separa dos outros animais. Estes macacos odeiam Eles odeiam macacos que são diferentes Macacos de lugares diferentes Macacos de cores diferentes Sabe, os macacos se sentem sozinhos Todos os seis bilhões deles Alguns dos macacos pagam outros macacos para ouvir seus problemas Os macacos querem respostas Os macacos sabem que vão morrer, então os macacos fazem deuses E os adoram Então os macacos começam a discutir quem fez o deus melhor E os macacos ficam irritados, e é quando geralmente os macacos decidem que é uma boa hora de começar a matar a uns aos outros Então os macacos fazem guerra Os macacos fazem bombas de hidrogênio Os macacos têm o planeta inteiro preparado para explodir Os macacos não sabem o que fazer Alguns dos macacos tocam para uma multidão vendida de outros macacos Os macacos fazem troféus e então eles os dão para si mesmos Como se isto significasse algo Alguns dos macacos acham que sabem de tudo Alguns dos macacos lêem Nietzsche Os macacos discutem Nietzsche Sem dar qualquer consideração ao fato de que Nietzsche Era só outro macaco Os macacos fazem planos Os macacos se apaixonam Os macacos fazem sexo E então fazem mais macacos Os macacos fazem música E então os macacos dançam Dancem, macacos, dancem! Os macacos fazem muito barulho Os macacos têm tanto potencial, se eles pelo menos se dedicassem... Os macacos raspam o pêlo de seus corpos numa ofensiva negação de sua verdadeira natureza de macaco Os macacos constroem gigantes colméias de macacos que eles chamam de "cidades" Os macacos desenham um monte e linhas imaginárias na terra Os macacos estão ficando sem petróleo, que alimenta sua precária civilização Os macacos estão poluindo e saqueando seu planeta como se não houvesse amanhã Os macacos gostam de fingir que está tudo bem Alguns dos macacos realmente acreditam que o universo inteiro foi feito para seu benefício Como você pode ver, esses são uns macacos atrapalhados Estes macacos são ao mesmo tempo as mais feias e mais belas criaturas do planeta E os macacos não querem ser macacos Eles querem ser outra coisa Mas não são.

16 de nov de 2008

Haicai

Idéias

Sobre o abismo vão espiar
A borboleta voa
A tartaruga cai

Além

Deixa estar, deixa passar
o bem e o mal
não podem afetar

Da vida

O sopro do meu nariz
Vento se eleva ao céu
Da árvore, terra e raiz
__________________

Algumas horas depois, encontro no livro Antologia do haicai latino-americano, o haicai a seguir que me fez cair em gargalhadas, que me fez muito rir.

"Tartaruga, sábia,
recolhida em sua concha,
leva longe a vida."
Jacy Pacheco

_____________

probleminhas terrenos: quem vive mais morre menos? Millôr Fernandes

Ter pau pequeno é destino: você faz dez anos de análise e ele não cresce um centímetro. Simão Pessoa

a vida é breve
o breve é tudo
que temos

Iuri Azeredo (hehe!!)

Para eu não esquecer!

Filmes


Entre os livros que comprei, ontem, na 54ª Feira do livro em Porto Alegre, destaco o livro "Filmes Contam Histórias", Nilse Wink Ostermann, professora de História da UFRGS (http://www.editoramovimento.com.br/).
Cheguei em casa e já comecei minha trajetória por esta representação da realidade que é o cinema, que é a 7ª arte.
Tudo começou em 1894, quando os irmãos Lumiére, filmaram as primeiras cenas, testemunhas de uma época, documentos de um tempo, monumentos de um passado. Que hoje esclarecem nosso presente, nos dão alguns sentidos e mexem com nosso imaginário.

A GUERRA DO FOGO - Direção de Jean-Jacques Annaud.
Usando o conhecimento lógico racional e não mais a força, o homem descobre o fogo, domina o fogo e evolui.
(Alguns de meus alunos falam que gostariam de repetir o ano, só para assistir novamente o filme....pensem sobre isso!).

SPARTACUS - Direção de Stanley Kubrick. Um filme de dominados versus dominadores, escravos versus senhores, 'rebanhos versus pastores'.

GLADIADOR - Direção de Ridley Scott. Um filme que sempre recomendo quando inicio reflexões sobre a tática política do Império Romano, para conter insurreições, ou política de panis et circenses.

12 de nov de 2008

A mulher que comeu o mundo - Direção de Gilberto Icle

Assisti o espetáculo "A mulher que comeu o mundo".
Transcrevo parte que está no folhetim de divulgação.
"A metáfora da gorda abre uma multiplicidade de interpretações e olhares. A primeira de cunho social. A gorda e suas peripécias seriam a sucessão da ganância e da busca desenfreada pelo poder, na qual uns sucedem aos outros, tornando-se todos "gordos" após conquistar um determinado lugar. A segunda de apelo mais humanístico, poderia revelar a idéia da ridícula condição humana de querer a permanência, a posse das coisas e, por isso, lutar, matar e fazer guerra."

O pai da gorda morre
sem saber o que fazer
esfarela o pai e o come
e só sabe comer, comer e comer.

lutar
matar
morrer

Man


8-14-2006 - Following his 50th town hall meeting in Massac County. U.S. Senator Obama poses in front of the Superman Statue in downtown Metropolis, IL. known as the home of the DC Comics super hero.
Homem
Ultra-homem
Super-homem
Supra-homem
Além do homem
Que(m) é o homem?
Barack Obama fala sobre Religião e Secularismo.
Segue abaixo o discurso, e mais abaixo o vídeo deste discurso, ou será acima??
"Dada a crescente diversidade das populações dos Estados Unidos, os perigos do sectarismo estão maiores do que nunca. O que quer que nós já tenhamos sido, nós não somos mais uma nação cristã. Pelo menos não somente. Nós somos também uma nação judaica, uma nação muçulmana, uma nação budista, uma nação hindu e uma nação de incrédulos.
E mesmo se nós tivéssemos apenas cristãos entre nós, se expulsássemos todos os não-cristãos dos Estados Unidos da América, o cristianismo de quem nós ensinaríamos nas escolas?
Seria o de James Dobson ou o de Al Sharpton? Que passagens das escrituras deveriam instruir as nossas políticas públicas? Deveríamos escolher o Levítico, que sugere que a escravidão é aceitável? E comer frutos do mar é uma abominação? Ou poderíamos escolher o Deuteronômio que sugere apedrejar o seu filho caso ele se desvie da fé? Ou deveríamos apenas ficar com o Sermão da Montanha? Uma passagem que é tão radical que é de se duvidar que o nosso Departamento de Defesa sobreviveria à sua aplicação.Então, antes de nos empolgarmos, vamos ler as nossas Bíblias agora. As pessoas não têm lido a Bíblia. O que me leva ao segundo ponto: que Democracia exige que aqueles motivados pela religião traduzam suas preocupações em valores universais, ao invés de valores específicos de uma religião. O que eu quero dizer com isto? A democracia requer que as propostas estejam sujeitas à discussão e sejam influenciáveis pela razão.Eu posso ser contrário ao aborto por razões religiosas, por exemplo, mas se eu pretendo aprovar uma lei proibindo a prática, eu não posso simplesmente recorrer aos ensinamentos da minha igreja ou invocar a vontade divina; eu terei que explicar porque o aborto viola algum princípio que é acessível às pessoas de todas as fés, incluindo aqueles sem fé alguma.Agora, isto vai ser difícil para alguns que acreditam na infalibilidade da Bíblia, como muitos evangélicos acreditam, mas em uma sociedade pluralista nós não temos escolha. Política depende das nossas habilidades de persuadir uns aos outros de objetivos comuns com base em uma realidade comum. Ela envolve negociação, a arte daquilo que é possível. E, em algum nível fundamental, a religião não permite negociar: é a arte do impossível. Se Deus falou, então espera-se que os seguidores vivam de acordo com os éditos de Deus, a despeito das conseqüências.Agora basear a vida de uma única pessoa em compromissos tão inegociáveis pode ser sublime, mas basear nossas decisões políticas em tais compromissos seria perigoso. E se você duvida disso, deixe-me dar um exemplo:Todos nós conhecemos a história de Abraão e Isaac. Abraão foi ordenado por Deus a sacrificar o seu único filho. Sem discutir com Deus, Abraão leva Isaac montanha acima e o amarra a um altar.Levanta a sua faca. Prepara-se para agir ... como Deus ordenara.Nós agora sabemos que as coisas terminaram bem: Deus envia um anjo para interceder bem no último minuto. Abraão passa no teste de devoção de Deus.Mas é justo dizer que se qualquer um de nós, ao sair desta igreja, [o discurso estava sendo realizado numa igreja] visse um Abraão no telhado de um prédio levantando sua faca, nós iríamos, no mínimo, chamar a polícia. E esperaríamos que o Departamento de Serviços às Crianças e à Família tirasse a guarda de Isaac de Abraão. Nós faríamos isto porque nós não ouvimos o que Abraão ouve, nós não vemos o que Abraão vê. Então o melhor que podemos fazer é agir de acordo com aquelas coisas que todos nós vemos, e que todos nós ouvimos. A jurisprudência é o bom senso básico.Então nós temos algum trabalho para fazer aqui, mas eu tenho esperanças que nós poderemos transpor o hiato que existe e superar os preconceitos que todos nós, em maior ou menor grau, trazemos a este debate. E eu tenho fé de que milhões de americanos crédulos querem que isto aconteça. Não importa o quão religiosos possam ser, ou não ser, as pessoas estão cansadas de ver a fé sendo utilizada como ferramenta de ataque. Elas não querem que a fé seja usada para diminuir ou para dividir porque no fim não é desta forma que elas vêem a fé nas suas próprias vidas. "
___________________________________________________
Veja a lista das 10 promessas de campanha do Obama que estão relacionadas a assuntos globais:
Reduzir as emissões de carbono dos EUA em até 80% até 2050 e ter um papel mais forte e positivo na negociação do tratado global que irá dar continuidade ao Protocolo de Quioto;
Retirar todas as tropas do Iraque dentro de 16 meses e não manter nenhuma base permanente no país;
Estabelecer uma meta clara para eliminar todo o armamento nuclear do planeta;
Fechar o presídio de Guantanamo;
Dobrar o apoio financeiro para reduzir pela metade a extrema pobreza até 2050 e contribuir para a luta contra o HIV/AIDS, a tuberculose e a malária;
Abrir um diálogo diplomático com países como o Irã e a Síria para buscar uma solução pacífica para tensões políticas;
Desmilitarizar o serviço norte-americano de inteligência para evitar o tipo de manipulação que gerou a guerra no Iraque;
Lançar um grande esforço diplomático para cessar a matança em Darfur;
Somente negociar novos tratados comerciais que contenham proteções trabalhistas e ambientais para os países envolvidos;
Investir USD $ 150 bilhões nos próximos 10 anos em energias renováveis e colocar 1 milhão de carros elétricos nas ruas até 2015.

Comemoração

Comemoração....

começa com começo
tem pelo meio oração
mas termina com ação.
Vamos come morar ??
Gostaria de convidar, chamar, comemorar, apertar, háááá abraçar e amar...Mas como sempre faço tudo errado, vou ficar quieta desta vez, ao menos vou tentar, até porque é necessário sair para comemorar???? Será que não bastam somente as vibrações de alegria, sentimentos bons e afeto que temos p\outro? Oras, li certa vez que quando nada fazemos existe um milagre que não estamos vendo. Eu acredito em milagres!

10 de nov de 2008

Palavras

Gosto de brincar com as palavras, papear com as palavras, organizar as palavras....E falando em palavras, o quê essas palavras têm em comum?

DEFEITO - TUVIRA - ABCESSO - NOPAL - ESTUDO - ESTÚPIDO
Enigma, extraído do livro: TOWNSEND, Charles Barry. O livro dos desafios: enigmas, charadas e testes de lógica para colocar à prova sua capacidade de raciocínio. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004. 2 v.

Perversão


A perversão é humana
somente humana.
O animal não é perverso
o animal não comete o crime,
nem destrói ninguém
mas o homem faz tudo isso!
seja pela satisfação do mal
seja justificando um bem.

Esquerdo X Direito

Que seja pura a minha oração
e que não haja maldade em meu coraçao
humildemente peço a junção das duas partes
com graça, sabor, cor, e arte.


Jorce da parte esquerda, vê tudo intercalado - A Nita do outro lado, enxerga tudo condensado
Respeita a lógica e a sequência -
Trata tudo ao mesmo tempo, numa junção de abec
Esta consegue ver o detalhe -
Mas esta vê todo o complexo do ver
A Jorce divide o mundo, sem sincronicidade - A Nita condensa tudo, e ainda acredita na unidade
Esta daqui usa a lógica - Esta outra usa a fé
Baseia-se em dados concretos, usa muito a razão - Vai ao encontro do acaso, com pura emoção
É regida pelos conceitos -
Vai direto pra ação
Escreve palavras bonitas - Pinta imagens divertidas
Esta sabe bem pouco e tenta entender os porquês - Esta descobriu a vida, e só quer amar e viver


¨**¨
Fiz o escrito acima, a partir da leitura de um texto, que a Lúcia me presenteou e do qual não lembro mais...

Inconsciente


Vivo em um conflito eterno.
- Onde está minha alienação?
Quando tudo me esmorece
'Posso" no que me fortalece.
minha história é sempre assim,
volto sempre pro começo,
quando estou chegando perto do fim...

9 de nov de 2008

Yes, we can


sim, nós podemos, vamos confiar
o mundo tem que mudar

chega de guerras chega de matar
o mundo precisa mudar
vamos escrever, vamos declarar
que o mundo vai mudar!
sempre resta uma luz, uma esperança
agora é a hora da mudança!
vamos fazer nossa parte,
vamos fazer o im\possível
um outro mundo é possível

8 de nov de 2008

Vozes d'África, de Castro Alves


O único poema extenso que eu fazia questão de copiar nos meus cadernos de colegial é o que segue.

Hoje não mais copio, hoje acrescento um link. Afinal, estamos na era digital em que basta um clique para add e deletar, para incluir e excluir, para selecionar e refugar.

Antítese


O seu prêmio? — O desprezo e uma carta de alforria
quando tens gastas as forças e não pode mais ganhar
a subsistência. Maciel Pinheiro


Antítese - Castro Alves



Cintila a festa nas salas!
Das serpentinas de prata
Jorram luzes em cascata
Sobre sedas e rubins.
Soa a orquestra ... Como silfos
Na valsa os pares perpassam,
Sobre as flores, que se enlaçam
Dos tapetes nos coxins.

Entanto a névoa da noite

No átrio, na vasta rua,
Como um sudário flutua
Nos ombros da solidão.
E as ventanias errantes,
Pelos ermos perpassando,
Vão se ocultar soluçando
Nos antros da escuridão.

Tudo é deserto. . . somente

À praça em meio se agita
Dúbia forma que palpita,
Se estorce em rouco estertor.
— Espécie de cão sem dono

Desprezado na agonia,
Larva da noite sombria,
Mescla de trevas e horror.


É ele o escravo maldito,
O velho desamparado,
Bem como o cedro lascado,
Bem como o cedro no chão.
Tem por leito de agonias
As lájeas do pavimento,
E como único lamento
Passa rugindo o tufão.

Chorai, orvalhos da noite,

Soluçai, ventos errantes.
Astros da noite brilhantes
Sede os círios do infeliz!
Que o cadáver insepulto,
Nas praças abandonado,
É um verbo de luz, um brado
Que a liberdade prediz.

Fonte: http://www.secrel.com.br/

Amiga

Bem, às vezes quando leio, penso, outras vezes repenso, outras vezes a leitura me impulsiona a mudar. Quase sempre sinto mais e mais vontade de ler, e algumas vezes, tento e tenho que escrever.
Como agora, acabo de ler o poema "A duas flores" de Castro Alves, e tive que escrever, tive que plagiar. Dias depois a Carmen Rohr, sugeriu um link, e aí está!

Tenho uma grande amiga
é como uma jóia esculpida
com carrara no meu jardim
vive na casa em que moro
e quando às vezes eu oro
vejo ela zombando de mim

Unidas! riem aos prantos
E brincam de outros tantos
e às vezes querem dançar
Suspiram com grande desgosto
fazendo beicinhos de dar gosto
dizendo, só saber amar

Unidas! ai quem me dera!
Nirvana! é o que elas esperam
Duplas de amigas Benditas
Anseiam encontrar abrigo
Buscando sempre o equilíbrio
São muitas Jorces e Nitas

Rumam sempre ao infinito
Sabendo que tudo é finito
Nesta trajetória antiga
Uma é séria outra serena
Ambas eternas morenas
e con-fi-den-ci-ais amigas

Releituras de 'conversas' tão tão distantes!

"A alma não pode manifestar-se a nossos olhos materiais senão através da matéria, e isso é uma precariedade da alma mas também uma curiosa sutileza." Ernesto Sábato.

Quer PoucoQuer pouco: terás tudo. Quer nada: serás livre. O mesmo amor que tenham Por nós, quer-nos, oprime-nos.Ricardo Reis (Fernando Pessoa)

"Respondemos:- nada.Quando estamos pensando em tudo."(...)"Quando somos crianças, esperamos a grande felicidade, alguma felicidade enorme e absoluta. E à espera desse fenômeno deixamos passar ou não apreciamos as pequenas felicidades, as únicas que existem." Ernesto Sábato.O café, a cerveja, o meu som, o blog... hehehe

"A alma, assustada e temerosa, cala-se, tudo se afasta, faz-se uma grande tranquilidade e o incognoscível surge em silêncio.""Quanto mais silenciosos, pacientes e recolhidos formos nas nossas melancolias, de forma mais eficaz o desconhecido penetrará em nós. O desconhecido é o nosso bem. Metamorfoseia-se na carne do nosso destino, ligando-nos a este quando foge de nós para se realizar, isto é, para se projetar no cosmo (...) e nisto consiste a nossa evolução - que jamais encontremos nada que não nos pertença há já muito tempo." Ufaaaa, que alívio podermos adentrar em todos os séculos, em todos os insigths, em todos os t/s(ons).

Afinal, não são os meus neuropeptídeos ou hipotálamos que estão condicionados a certos apegos??? Sou aminoácido, sou carbono, sou proteína, sou emoção, sou humana, pura química!rs

Formas e coloridos


Quase na mesma semana em que fui inspirada a escrever "Barreira" (no original era bem maior 5 ou 6 estrofes) encontro esta pérola em Cruz e Souza, que trás um sentido similar ao que eu tentei expressar, só que no conto dele não era uma borboleta como no meu, mas uma abelha... entretanto, não importa o bicho, interessa o sentido, se é que tem algum sentido.


"(...) Também, ó imaginária criatura amada! a peregrina abelha do meu sonho, voando um dia para a vida, foi logo em viagem surpreendida pelas profundas névoas impenetráveis das desilusões, e, sem poder nem prosseguir nem recuar, vencida pela distância e pela altura vertiginosa do ideal, perdeu para sempre, para nunca mais encontrar, o desejado rumo, o caminho fluido, luminoso e gorjeante, que vai dar ao teu coração." Cruz e Sousa. A abelha.

Rir


Rir!

Rir! Não parece ao século presente
que o rir traduza, sempre, uma alegria...
Rir! Mas não rir como essa pobre gente
que ri sem arte e sem filosofia.
Rir! Mas com o rir atroz, o rir tremente
com que André Gil eternamente ria.
Rir! mas com o rir demolidor e quente
duma profunda e trágica ironia.
Antes chorar! Mais fácil nos parece.
Porque o chorar nos ilumina e nos aquece
nesta noite gelada do existir
Antes chorar que rir de modo triste...
Pois que o difícil do rir bem consiste
só em saber como Henri Heine rir!

(Henri Heine 1797-1856, escritor alemão do Romantismo, autor de poesias e narrativas de viagem, conhecido por introduzir sempre um toque irônico aos temas românticos e por trabalhar no terreno da crítica social e da sátira política.)