30 de ago de 2008

Barulho! Silêncio.


O sábio silêncio de Jó
"Sou indigno; que te responderia eu? Ponho a mão na minha boca. Uma vez falei, e não replicarei; aliás, duas vezes, porém não prosseguirei." Extraído do livro de Jó.
O insensatez marulho da Jô! (sic)
bláblá????????????bláblá????????????

29 de ago de 2008

Os que lêem, os que nos contam o que lêem, os que nos contam, dos que contaram do que lêem


Os que lêem, os que nos contam o que lêem, os que vagam pelos nichos e ruidosamente viram as páginas dos livros, os que obstinadamente guardam palavras e imagens para memória perpétua das coisas... São eles que nos conduzem, que nos guiam, que nos mostram o caminho! Códice Asteca (1524), Biblioteca Vaticana.

Jô falando em Jó

"Jó e seus amigos", de Gustave Doré


Depois de uma tragédia grega, por que não uma tragédia ou drama bíblico?

"Um varão, que na terra d'Hus havia
Por nome Jó, do mal se retirava,
Simples e reto, porque a Deus temia."
José Elói Ottoni

blábláblá "Por que sofrem os justos, se Deus é um Deus de amor e misericórdia?"
Ei! alguém viu um justo por aí????????????????????????????????????????????

Jó se arrepende de ter falado coisas das quais não conhecia, se arrepende de seu orgulho e encontra contentamento em saber que desfruta da comunhão com Deus. A lição do livro de Jó talvez possa ser: Se conhecemos a Deus, não precisamos saber porque Ele nos permite passar pelo que passamos, pois ele controla o universo e nossas vidas. Embora seus caminhos, estejam por vezes, além da nossa compreensão....

Jó considerava Deus um ser moral, entretanto, reconheceu a natureza antinômica de Deus - O poder de Deus ultrapassa o direito - Jó viu o semblante de Deus e sua dualidade insconsciente. Moralmente Jó se achava em uma posição maior que a de Javé. A criatura sobrebujando o criador, o insconsciente sobre o consciente. A exaltação e a inquietação. O orgulho e a humildade. Jó anseia pela sabedoria, mas esta é impossível encontrar...."Mas a sabedoria, onde é que se encontra?" Jó 28:12

Minha conclusão é que : A insconsciência divina da Nita é repelida pelo direito humano consciente da Jorce, e fortalecida pelo potencial insconsciente da oração consciente.

___________________________________________
"Estende o homem a mão contra o rochedo e revolve os montes desde as suas raízes. Abre canais nas pedras, e os seus olhos vêem tudo o que há de mais precioso. Tapa os veios de água, e nem uma gota sai deles, e traz à luz o que estava escondido. Mas onde se achará a sabedoria? E onde está o lugar do entendimento? O homem não conhece o valor dela, nem se acha ela na terra dos viventes. O abismo diz: Ela não está em mim; e o mar diz: Não está comigo. Não se dá por ela ouro fino, nem se pesa prata em câmbio dela. O seu valor não se pode avaliar pelo ouro de Ofir, nem pelo precioso ônix, nem pela safira. O ouro não se iguala a ela, nem o cristal; ela não se trocará por jóia de ouro fino; ela faz esquecer o coral e o cristal; a aquisição da sabedoria é melhor que a das pérolas. Não se lhe igualará o topázio da Etiópia, nem se pode avaliar por ouro puro. Donde, pois, vem a sabedoria, e onde está o lugar do entendimento? (...)O temor do Senhor é a sabedoria, e apartar-se do mal é o entendimento".
JÓ Capítulo 28 - Um discurso sobre a sabedoria.

_______________________________________________________

Hááá lembrei-me da minha infância
Quando inda bem criança
No domingo ao culto ia
E sobre o livro de Jó se discorria

E das palavras que sempre ouvia
Uma inda ‘re-vive’
“Porque eu sei que meu Redentor vive!”

No entanto o que me inquietava
É quando Jó após perder sua fortuna
Exclama em tom de gratidão
Algo que em mim se fixou:


Nú saí do ventre de minha mãe
Nú voltarei para lá
O Senhor me deu
E o Senhor me tirou!

Bendito seja o Nome do Senhor!
E nem neste momento Jó pecou.

Hummm... faz pensar né?
Sócrates nos mercados de Atenas, deitava a cabeça e observava
Quando o comerciante: “- O que vc quer”? Lhe indagava.
Sócrates respondia, não sem antes bem ver.
Estou olhando quanta coisa inútil não preciso pra viver!


A Nita volta a pensar: “Nú saí do ventre de minha mãe, Nú voltarei para lá”.

_______________________________________________________
Há e por falar eudez, ...!

26 de ago de 2008

Sou(mos) parte da natureza

Tiro a roupa de geada
Seco-me depois ao sol
Visto-me com a roupa do vento
e caminho ao relento...

...sobre as águas do mar
o ar
respiro a natureza

e num gesto de amizado
abraço e sinto em mim a humanidade!

Não sei se sou terra
Não sei se sou ar
ou serei apenas mar...
profundo
profano
sem medidas
oceano.

Olhar esbugalhado com pétalas caindo


Sábado enquanto eu caminhava

Fiquei extasiada!

Uma centena de flores rosas adentraram minha rotina

Feriram meus olhos em borbotões de flor.

Eu não vi mais nada

Meus olhos saltavam em flor


Fiquei doida pensei! Não consigo nem piscar!

Como de uma imagem real

Sou capaz de sentir o surrealllllllll!!!!!

Contato


Selvagem a gota que pinga
Selvagem o capim que descia
Selvagem o olhar que vencia
Serena a vida que esvaia.
"Na Escola, em 26 de agosto de 2008."

25 de ago de 2008

Retorno

Hoje, 25 de agosto!
Retornei.
Não sei de onde...
Nem sei porquê
Nem quem eu sou.

mas retornei
e no entorno do retorno
torneei meu sonho:

Meu sonho é feito de suor e de esperança
Minha vida é feita de trabalho e confiança
Meu viver é feito de um constante caminhar
Meu caminho é salpicado de estrelas

Estrelas dançantes...
estrelas que voam
estrelas que o brilho apagado
borrado
inda retina no ar

Estrelas que me inspiram
todo o instante ao ACORD AR.

e por falar em acordar!! dormi do dia 24 até o dia 25.
15 horas de sono semi profundo e pela primeira vez
sem sentimento de remorsos,
é claro que enquanto lá fora a vida 'carpia'
eu na minha cama...dormia....dormia....dormia
é preciso dormir para sonhar
de olhos fechados posso tudo, muito e muito mais
e meus sonhos se tornam mais e mais reais !!!

22 de ago de 2008

Entrelivros Panorama da literatura alemã

Imagem


Que mistura nas minhas doces férias!
Trabalhando com o mito de Tristão e Isolda
Lembro de ter lido o romance de Tristão e Isolda, uma história de amor e de morte, "Isolda das mãos brancas" para uma trabalho na Faculdade. Vencidos pela paixão (Tristão e Isolda), escondem o amor do rei Marc e infringem as normas estabelecidas da corte. Se bem me lembro (no texto não está claro), estudos indicam que o que fez Tristão se apaixonar por Isolda foi o "cheiro de mulher mal-lavada" que ela tinha....cheiro peculiar e comum nos tempos medievais.
Leitura
Li "Os sofrimentos do jovem Werther", de Johann Wolfgang von Goethe
Poesia
Os censores alemães -----
---------------------------
---------------------------
--------------------------
--------------------------
---------------parvos----
---------------------------
---------------------------
---------------
Heine.
Fragmento
"Se tem o amor pelo absoluto - afirmava Schlegel - e não se pode abandoná-lo: então não resta nenhuma saída senão sempre contradizer-se e conectar extremos que se opõem."
Reflexão
Desesperado
No alto ressoa um seixo agudo
A noite verte vidro
O tempo estaca
Eu
Cascalho.
Tu
Te
Vidras!
A. Stramm, em Irmãos germanos

Entrelivros Panorama da literatura italiana

Leituras completas feitas no passado.....

"As mulheres perguntaram: "Como se põe o diabo no inferno?" A jovem, empregando um misto de palavras e gestos, mostrou como era; ao ver a explicação, as mulheres riram tanto que ainda não devem ter parado e disseram: "Não precisa se preocupar, filhinha, pois essas coisas são muito bem feitas por aqui também. Neerbal será um bom Deus exótico." E de tanto espalharem a história pela cidade, reduziram-na a um provérbio popular, o qual reza que o serviço mais agradável que se pode prestar a Deus é o pôr o diabo no inferno. Esse ditado transcendeu os mares e ainda hoje sobrevive. E por isso vós, jovens mulheres, carecentes da graça divina, aprendei a pôr o diabo no inferno, pois ele é abençoado por Deus e apraz a todas as partes envolvidas, pois dele pode-se gerar e perseverar muita felicidade." Boccaccio. Decameron. hehehehe


Leituras fragmentárias feitas no presente

"Deixai, o vós, que entrais, toda a esperança!"Inscrição na PORTA DO INFERNO, conforme consta em um dos Cantos da Divina Comédia, de Dante Alighieri. uauauauauhááááíiiiiii

Entrelivros Panorama da literatura portuguesa



Imagem de um



Texto de outros


"Em certas vidas (eu acrescentaria, em todas) há circunstâncias que projetam o indivíduo para significações do domínio geral. Um acaso pode transformá-lo em matéria universal - matéria histórica para uns, matéria de ficção para outros, mas sempre justificativa de abordagem." José Cardoso Pires

"Na comédia o rei veste como rei, e fala como rei; o lacaio, veste como lacaio, e fala como lacaio; o rústico veste como rústico, e fala como rústico; mas um pregador, vestir como religioso e falar como...o púlpito é teatro, e o sermão comédia...". Padre Antonio Vieira

___________________________________________________
ás vezes crio tanta fantasia
que faço da minha fantasia uma vida tão fantástica que até parece real.
Férias em Portugal???

21 de ago de 2008

Áudio

Portal traz livros em áudio grátis Os responsáveis pelo site LibriVox declaram ter como objetivo “dar vida a livros através de podcast”. Para isso, gravam a leitura de capítulos de livros do domínio público e disponibilizam na Internet o áudio. O site foi idealizado por um escritor de Montreal (Canadá), mas também conta com conteúdo em português (até o momento, algumas poesias de Fernando Pessoa). O LibriVox é finalista no Stockholm Challenge 2008, concurso sueco para novos projetos de tecnologia da informação.

Música clássica para 'download' gratuito : www.musopen.com

Fonte: Diário de Notícias - Portugal

20 de ago de 2008

Inumanidade

Sawney Beane na Escócia
No caminho de Galloway
Margery Lovett e Sweeney Todd
Tortas iguais não se têm

No fim, tudo vira 'balada'
vira filme, vira poema
é muito mais que lenda
é sacro, é mito, é arte
música com cheiro de sangue
não existe preço pra resgate.

e no sufoco de todos os ais
alguns destes casos infames
inspiraram espetáculos musicais!!!

álcool e fome desmedida
regras sociais e morais transgredidas
fome por aventura
aventura por comer
tenho medo do bicho homem
Bicho homem que come...

De Cronos, Tântalo, Polifemo
Passando pelo livro dos Reis
Egito, Congo e Camarões
João e Maria...a Eucaristia!?

Seres demoníacos
opa! dionisíacos ?
homem, homem, homem...
Que estranho o homem!

Alguém me diga: - Por quê?!

Fiz os 'escritos' acima após leitura do livro de : DIEHL, Daniel; DONNELLY, Mark. Devorando o vizinho: uma história do canibalismo. São Paulo: Globo, 2007. 343 p.
__________________________________________________________
Ontem a noite enquanto lia, morcegos ficaram inquietos na garagem do meu prédio e tive medo... Medo do bicho que come, medo do bicho que tem fome!

19 de ago de 2008

Mito

Hoje, passava das 14 horas e resolvi dormir!!!!
Consegue-se dormir em um sistema capitalista em plena tarde? Bem a 'sestia' depois do meio-dia me fez bem.....hááá como me fez bem.
Acordei sobressaltada 2 horas depois, ao meu lado Sabato esperava resistente, imponente.
Abri o livro e re-comecei a leitura....
"Mas como podem ser uma falsidade as grandes verdades que revelam o coração do homem por meio de um mito ou de uma obra de arte? Se as desventuras e façanhas daquele cavalheiro maltrapilho de La Mancha ainda continuam a nos comover, é porque uma coisa tão risível como sua luta contra os moinhos de vento revela uma desesperada verdade da condição humana. A mesma coisa acontece com os sonhos: deles se pode dizer qualquer coisa, menos que sejam mentira. Mas ao supervalorizar o racional, desprezou-se tudo aquilo que a lógica não conseguia explicar. E acaso são explicáveis os grandes valores inerentes à condição humana, como a beleza, a verdade, a solidariedade ou a coragem? O mito, assim como a arte, exprime um tipo de realidade da única forma como ela pode ser expressa. É essencialmente avesso a qualquer tentativa de racionalização, e sua verdade paradoxal desafia todas as categorias da lógia aristotélica ou dialética. Mediante essas profundas manifestações do espírito, o homem toca os fundamentos últimos de sua condição e consegue que o mundo em que vive adquira o sentido do qual carece. Por isso mesmo, todos os filósofos e artistas, sempre que quiseram atingir o absoluto, tiveram de recorrer a alguma modalidade do mito ou da poesia. Jasper sustentou que os grandes dramaturgos da Antiguidade vertiam em suas obras um saber trágico, que não apenas emocionava os espectadores como também os transformava, e por isso os dramaturgos se tornavam profetas do ethos de seu povo. E o próprio Sarte, no esforço de revelar o drama dos franceses sob o domínio nazista, escreve As moscas, que, em essência, não é senão uma adaptação do antigo drama de Ésquilo, Orestes, aquele herói trágico que luta corajosamente pela liberdade.
O momento de maior empobrecimento de uma cultura é esse em que o mito começa a ser popularmente definido como uma falsidade. Foi o que aconteceu na Grécia clássica. Depois da derrocada dos antigos relatos, Lucrécio conta ter visto "corações aflitos em todos os lares; acossada por incessantes remorsos, a mente não encontrava alívio e era forçada a se descarregar em recalcitrantes lamentações". Assim como uma casa cujos alicerces se desmancham, as sociedades começam a desmoronar quando seus mitos perdem a riqueza e o valor."
Sábato, Ernesto. A resistência. pág. 42-43.

18 de ago de 2008

No dia em que eu nasci

No dia em que nasci, um anjo torto com um olho torto disse para mim mãe Silvita
que eu deveria me chamar Niiiíta
Mas meu pai Antônio, quando ao mundo me trouxe
optou por me chamar Jorce!

E assim da junção do início Jorce com o final Ita
Nasceu esta espécie intransferível, conhecida como Jorce e Nita

https://evs.unisc.br/exchweb/bin/redir.asp?URL=http://www.joshhosler.biz/NumberOneInHistory/SelectMonth.htm

Site legalzinho.
Mostra a música mais tocada no dia em que você nasceu.

No dia em que eu nASCi, o mundo acordou para a vida!

13 de ago de 2008

O Tempo é de Férias, e o Vento é de frio

Hoje, 13 de agosto, quarta-feira é meu primeiro dia de férias da Biblio!
Pela manhã, começou tudo diferente....vou de carro para a escola, mas hoje fui de ônibus, coisa que não costumo fazer. Alguém dormiu na parada, ou parada, dormiu na cama?? O importante é que fui de ônibus, quer saber: ADORO andar de ônibus....sacode tudo, tudo que está fora do lugar vai para o lugar, as idéias, a gordura, os excessos, o orgulho etc e tal e por falar em orgulho, fiquei muito orgulhosa da vice que não titubeou e foi sozinha de carro para a Escola! Ei!? Ei!!! Cadê os caminhões!!!
Tive uma aula m a r a v i l h o s a com crianças normais, nem mais nem menos. Simplesmente normais. Tive uma tarde inteiiira com Ana Terra e o Capitão Rodrigo...algumas horas de "tempo e vento" e senti uma alegria imensa por existir.

"A vida vale a pena ser vivida apesar de todas as suas dificuldades, tristezas e momentos de dor e angústia. O mais importante que existe sobre a face da terra é a pessoa humana. E surpreender o homem no ato de viver é uma das coisas mais fantásticas que Deus nos permitiu."
Érico Veríssimo.


Hammm, hoje tive sorte! sem poluir, sem consumir, sem ostentar. Ufa!!! vivo fazendo tantas coisas que esqueço às vezes de usufrir tanta vida...eta...felizmente alguém (no meio do Tempo) me ligou!... Ventos bons sopram. Amanhã ou depois agarro minha sorte com as três mãos....só que para isso terei que entrar numa caixa e para entrar na caixa, terei que entrar em um fila, e para entrar na fila, terei que esperar. Já tive pressa, hoje, não tenho pressa. Tudo passa, como o vento, o que era hoje já não é mais amanhã, o que era amanhã, já não será mais depois. A sorte estará sempre lá, com a minha ida....humm, na caixa, na fila, do tempo, do vento, não será a própria vida ???


Cuidado Jorce, "de modo que ninguém, sendo mortal, pode considerar-se feliz, antes de ter chegado, isento de desgraças, ao último dia de vida." Corifeu.
N.

6 de ago de 2008

Antiga

Uma mistura de Jórsocles, correu de uma época passada para um momento presente.
Levou 35minutos para chegar... trôpega, suada, mas levemente iluminada.
Chegou sem "brochuras", ofegante, mas confiante na Iluminura.
Que surpressa, que decepção, não conseguiu se portar como uma boa anfitriã...
A convidade lá estava, sozinha, altiva, sempre querida, uma verdadeira cidadã.

E a parte atrapalhada, sorria de contentamento
enquanto a certinha tentava lembrar tudo o que tinha lido
uma frase aqui, um pensamento ali, uma conexão lá
Não conseguia balbuciar uma frase 'nexa' sequer
Tem lugar, que não cabe a ela "meter a colher".

Queria fazer belos discursos
falar até me cansar
contar histórias e estórias
Ter quem tivesse a fim de escutar
Mas cada dia que passa, descubro snif, snif, snif....
que só sirvo para amar!

Vou recomeçar
vou tentar viver
ter experiências
nunca antes sentidas

viver mais e mais
e antes de partir
amar o mundo na chegada
...ou na partida

Carpe diem

Na noite silenciosa
um grito cala pra sempre
só ouve-se agora os grilos
por entre o matagal

as luzes dos carros que passam
iluminam na escuridão as rosas
testemunhas lamuriosas
por entre o carpe inzal

a noite esvai triunfante
o dia cai tão brilhante
e no capim verdejante
a madrepérola de um punhal

as rosas são testemunhas
aqui era, aqui jaz
pétalas estão c a i d a s
tem coisas que existem na vida
que só o homem é capaz!

4 de ago de 2008

A terceira parte!

Saio do plano sensaç(ional)
fechado num mundo real
e me abro inteirinha no ideal?
Não!!! virtual.

E nesta ida e nesta lida
vou além da tela
além do mundo
vou além da vida

Perigosa essa tela
Escura essa caverna
Onde ficou a vida real???
mais fatansia?!
Menos cor ação...

Não é amor, não é amor
Jorceeee, é a imortalidade que ela quer
através da memória artificial lida no monitor
quer se tornar universal, imortal no computador

Iiiiii entrou uma terceira a falar com as outras duas...
Quem será???? Quem será???? Quem será????

Este olhar da outra sobre meu ninguém, meu eu, meu ser
não passa de uma forma disfarçada, camuflada de poder.

A ação faz parte da vida...
Que se exploda!!!!
A imortalidade que se &oda
______________________

Vejo mais do que quero
Sinto mais do que devo
Esvazio todo o cheio
Amo mais do que odeio

Crio muita fantasia
todos e tudo me inspira
e neste exato momento
de filosofia vã
quem acaba de me inspirar é o Edivan.