27 de mar de 2011

Porcelana - Inara Moraes

Porcelana


Arrumando os objetos do quarto
Lembro do gatinho de porcelana
Empoeirado gatinho
Da penteadeira do quarto da avó


A divisão era justa!
Os lençóis com cheiro de idade
Eram da mais velha que arrumava a cama
Eu, mais nova passava paninho
No galo, no pássaro
No empoeirado gatinho.


Na frente do espelho
Falava com os animais, velhos enfeites
Contava pra eles meus planos
Era tão bom passar paninho!


E eis que, longe do quarto da avó
Sem cheiro de idade
E daquela que arrumava pra mim os lençóis
O galo, o pássaro
E o empoeirado gatinho
Ainda conversam comigo.

Por Inara Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário