17 de jul de 2011

Edgar Allan Poe

Estou lendo Edgar Allan Poe para o próximo Sl&l.
Alguns contos são memoráveis. O autor foi um gênio.
São histórias de mistério e terror.
Histórias ordinárias
Histórias extraordinárias!




Os crimes da Rua Morgue


"As coincidências são em geral os pedregulhos onde tropeçam esses pensadores habituados a não dar importância ao cálculo de probabilidades, teoria a que o saber humano deve as suas mais gloriosas descobertas." p.25

O escaravelho de ouro
O conto deixa o leitor em suSpENse crescente e culmina brilhantemente!

O gato negro
"...o espírito de PERVERSIDADE. Deste sentimento não se ocupa a filosofia...Quem não se viu, centenas de vezes, a cometer ações vis ou estúpidas, pela única razão de que sabia que não devia cometê-las? Acaso não sentimos uma inclinação constante mesmo quando estamos no melhor do nosso juízo, para violar aquilo que é lei, simplesmente porque a compreendemos como tal? Esse espírito de perversidade, digo eu, foi a causa de minha queda final. "p.67

O barril de "Amontillado"
"Um insulto só é vingado quando a vingança não atinge o vingador; e também não é vingado se o vingador não se dá a conhecer ao autor da injúria." p.75

Manuscrito encontrado numa garrafa
"Quem tem apenas um momento mais de vida! Nada tem a dissimular." p.81

POE, Edgar Allan. Histórias extraordinárias. [S.l.]: América do Sul, 1988. 96 p. (Biblioteca de ouro da literatura universal ;3)

Outros contos lidos:

O demônio da perversidade
Nunca aposte sua cabeça com o diabo
Hop-Frog ou Os 8 orangotangos acorrentados
Eleonora
Morella
O rei Peste
Sombra uma parábola
Silêncio uma fábula
Tu és homem
A esfinge
...e o último...mais longo...Romance:
A narrativa de A. Gordon Pym.

Braulio Tavares diz que em alguns sentidos "É possível dizer que, no começo do século XIX, Edgar Allan Poe foi o primeiro autor a praticar a literatura do século XXI.

Eu digo simplesmente, que um escritor = a EAP, never more!

Nenhum comentário:

Postar um comentário