17 de mai de 2012

Minhas tardes com Margueritte

Gérard Depardieu e Gisèle Casadesus - Divulgação
"Foi um encontro discreto
Do afeto com o amor
Ela não tinha outro teto
Tinha nome de flor


Vivia cercada de palavras
Adjetivos, substantivos
Verbos e advérbios


Alguns chegam sem jeito
Ela chegou com doçura
Quebrou minha armadura
E se alojou no meu peito


Nas histórias de amor
Não há apenas o amor
Nunca dissemos..."eu te amo"
No entanto, nos amamos


Não é uma história comum
Ela leu para mim
Num banco de jardim

Era frágil como uma pomba
Sentada àquela sombra


Cercada de palavras 
De nomes comuns como eu


Me deu muitos livros
Que me tornaram mais vivo

Não morra agora
Espere um pouco
Não é hora 
Doce senhora
Me dê um pouco mais ainda 
Um pouco mais da sua vida


Espere...


Nas histórias de amor
Não há apenas o amor
Nunca dissemos..."eu te amo"
No entanto, nos amamos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário