4 de set de 2008

Leon Tolstoi


Onde está o amor, Deus está também.
"Olha amanhã para a rua. Eu estarei chegando"

Os três eremitas
- Esquecemos, servo de Deus, esquecemos o que nos ensinastes. Enquanto estávamos aprendendo, lembrávamos da oração. Mas, quando passamos uma hora sem repeti-la, uma palavra desapareceu. Nos a esquecemos e o todo ficou perdido. Não lembramos mais nada da oração. Ensina-nos novamente.


De que vivem os homens
Amor. De amor!
"E todos os homens são mantidos vivos não pelo seu próprio espírito de previsão, mas porque há amor neles."
A morte de Ivan Ilitch
"Assim sendo, ao tomarem conhecimento da morte do colega, o que primeiramente ocorreu a cada um foi a possibilidade própria ou dos amigos nas promoções e transferências que ela iria provocar."
"Como é próprio dos mortos, o seu rosto ficara mais belo e sobretudo, mais digno."
"Ora, bem! Ele morreu e eu estou vivo!" Morrer inerente aos outros. Compêndio de lógica:
"Caio é um homem, os homens são mortais, logo Caio é mortal." Exato para Caio, não para ele.
Caio era abstrato, ele um ser completo e distinto dos demais.
Máscara de seriedade, dignidade e profundeza.
Ivan gemia não tanto de dor, mas de aflição.
"E se toda a minha vida, a minha vida consciente, tivesse realmente errada?"
Jorce, será a existência uma fraude? uma pura ilusão????? Nita, Santa Cruz do Sul, setembro de 2008.

*****************************************************
"Ninguém jamais me entenderá". Leon Tolstói
**************************************************
"Ele nunca se deu ao trabalho de me entender e,
por fim, não me conhece nem um pouco". Condessa Tolstói

******************************************************
"A princípio, finge-se diante das moças que a libertinagem, que enche metade da vida das nossas cidades e aldeias, absolutamente não existe. Depois, as pessoas acostumam-se a tal ponto com este fingimento que, a exemplo dos ingleses, começam também a crer sinceramente que somos todos gente moral e que vivemos num mundo moral. Mas as moças, coitadas, acreditam nisso com toda a sinceridade. Assim acreditou também a minha infeliz mulher. Lembro-me de que, sendo já seu noivo, mostrei-lhe o meu diário, pelo qual ela podia vir a conhecer um pouco do meu passado, principalmente no que se referia à minha última ligação, da qual ela poderia ser informada por outras pessoas e sobre a qual por isto mesmo eu senti a necessidade de falar-lhe. Lembro-me do seu horror, do seu desespero e perplexidade, quando ela o soube e compreendeu. Vi que ela quis me abandonar. E por que não o fez?"Sonata a Kreutzer. Em As obras primas de Leont Tolstói.
______________________________________________
Algumas obras
Amor e ódio : o casamento tumultado de Sônia e Leon Tolstói, uma interessante biografia escrita por William L. Shirer, sobre o longo (48 anos), e tumultuado casamento de um dos casais mais famosos da história literária; - Três mortes, são três narrativas sobre a morte, tema recorrente nos escritos de Tolstói..- Onde está o amor, Deus está também, fala sobre o amor ao próximo, como forma de encontrarmos Deus, trata-se de uma fábula alegórica;- Senhores e servos, conto que relata uma viagem à negócios de Vassílii Andrèitch e seu criado Nikita, além de recorrer ao tema da morte, faz um brilhante elogio ao modo de vida dos camponeses “Como todos aqueles que vivem mais perto da natureza e já experimentaram a miséria, tinha muita paciência e poderia esperar horas e dias inteiros sem irritação e sem nervosismo”. Ambos morrem em circunstâncias diversas. O conto termina com uma dúvida implacável: “Estará melhor ou pior no mundo em que foi acordar depois da sua morte? Terá se decepcionado ou encontrou lá precisamente aquilo que desejava? Um dia todos nós o saberemos.” Este conto foi a causa de terríveis brigas entre o casal.- Ássia, de Turguêniev, comecei a ler esta novela. Turguêniev foi contemporâneo de Tolstói e o impulsionou na carreira literária. Tiveram divergências ao ponto de desafiarem um ao outro para um duelo. Talvez ele o considerasse um rival, assim como Dostoievski, do qual Tolstói fez o seguinte comentário: Não consegui terminar Os irmãos Karamazov, e sobre Crime e castigo? “Li alguns capítulos do início, e pode-se adivinhar tudo que virá em seguida”. Ôôô Geniozinho difícil, arre!

Um comentário:

  1. Obrigado por postar em meu blog. O amor é a chave.

    Um abraço.Angel.

    ResponderExcluir