28 de jul de 2009

Porquês nos bastidores

Em um ato
de fato
escorro
corro
tão ralo
rumo sem rumo
perdido
sem entender
o porquê correr
o porquê crescer
pra depois morrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário