11 de dez de 2009

Viviane Mosé

"Eu queria sair dizendo uma coisa
que não posso sair dizendo por aí.
Na verdade, é um segredo que eu guardo,
é uma revelação
que eu não posso sair dizendo por aí
Eu tenho medo que as pessoas desequilibrem de si
Que elas caiam delas mesmas quando eu disser...
Eu descobri que a palavra não sabe o que diz
A palavra delira
A palavra diz qualquer coisa.
A verdade é que a palavra, nela mesma, em si própria,
não diz nada.
Quem diz é o acordo estabelecido
entre quem fala e quem ouve
Quando existe acordo, existe comunicação
Quando esse acordo se quebra, ninguém diz mais nada, mesmo dizendo a mesma coisa

A palavra é uma roupa que a gente veste
Unas gostam de palavras curtas
Outros usam palavra em excesso
Existem os que jogam palavra fora
Outros as usam em desalinho,
cores brigando, substantivos em luta
Poucos ostentam palavras raras
Tem quem nunca troca
Tem quem usa a dos outros
A maioria não sabe o que veste
Alguns sabem (mas fingem que não)
E tem quem nunca usa a palavra certa para a ocasião
Tem os que se ajeitam bem com poucas peças
Outras se enrolam num vocabulário de muitas
Tem gente que estraga tudo que usa
Eu adoro usar a palavra limpa
E você, com quais palavras se despe?"

Viviane Mosé

Nenhum comentário:

Postar um comentário