10 de nov de 2011

Entre bits e bytes as novas Tic's no ensino da história e da geografia

É inquestionável o uso cada vez mais frequente na sociedade atual das novas tecnologias de informação e comunicação. A ONU acaba de declarar o acesso às redes como um direito fundamental do ser humano - assim como saúde, moradia e educação. Uma pesquisa da consultoria Forrester Research revela que, nos Estados Unidos, a população já passa mais tempo conectada à internet do que em frente à televisão. Hoje a maioria dos jovens estão conectados à uma rede social. Os hábitos estão mudando, a escola precisa mudar. Marília Levacov professora da área de Ciência da Informação falava há alguns anos atrás sobre bibliotecas sem paredes para livros sem páginas. Pierre Lévy, reconhecido filósofo da informação que se ocupa em estudar as relações entre internet e sociedade fala da importância de estarmos cadastrados nas redes sociais na sociedade atual. Autores como Adorno, Castels, Levy e outros falam da importância das tecnologias em nossa época. Glaucilene Batista fala de aulas dinâmicas, motivadoras e participativas com a utilização das novas tecnologias.
Ensinar é promover a aprendizagem e o uso das tecnologias é primordial neste processo.
Alguns recursos zapeados na internet para ser trabalhado nas aulas de História e Geografia.
1 - Conflict history: site totalmente interativo apresenta guerras e conflitos dos últimos milênios.Link
2 - Mapa interativo de emissão de CO2 e dados demográficos.
3 - IBGE: site rico em ilustrações e dados estatísticos que retratam a realidade brasileira.
4 - Google earth. visualização em 3D e integração com o street view.
O uso de forma responsável pelo professor dos recursos tecnológicos contribui substancialmente para a formação pessoal e profissional do aluno, potencializando o processo educacional. O uso das novas tecnologias pode melhorar a relação professor/aluno, o ambiente de aprendizagem, podendo ser vistas como facilitadoras no desenvolvimento de habilidades e competências através dos jogos educativos, no desenvolvimento psicomotor com estímulos variados, no desenvolvimento cognitivo com o uso de planilhas e tabelas, no desenvolvimento social com as redes sociais, fazendo com que este aluno aprenda a aprender e aprenda a conviver de maneira individual e coletiva, responsável e reflexiva, ciente de que sua ação não afeta somente o indivíduo, mas a coletividade, não apenas o presente, mas o futuro e principalmente o outro ser humano.
O desafio está lançado, a responsabilidade é de todos os que estão efetivamente comprometidos com a educação, comprometidos com o processo de ensino e aprendizagem, comprometidos em garantir aos alunos um mundo melhor. É importante que estejamos preparados, pois quanto melhor estivermos preparados para trabalhar com as tecnologias mais curtos talvez sejam os caminhos para uma mudança na educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário