29 de jan de 2013

Leitura de férias

Minha primeira leitura nas férias, foi um livro do Paulo Leminsk, que retirei do "Bondinho da Leitura" e com autorização, li em um banco da praça na Rua das Flores, em Curitiba. Êita vida, bem da boa. A leitura durou aproximadamente meia hora. O título ? não lembro!  O Zé ficou emburrado.

Depois li obras de arte, visitei túneis do rock, li contos adaptados em bosques, comi à beça,  roubei canecos honestamente e finalmente já em Santa Cruz, termino a leitura da minha segunda leitura nas férias:
*** Reli, em minha quarta leitura nas férias Lavoura Arcaica de NASSAR, Raduan.
http://4.bp.blogspot.com/-RhCXX9BkzzY/T1RWcvxbNsI/AAAAAAAAAzs/78eVnAr2-iY/s1600/Captura%2Bde%2Btela%2B2012-03-05%2B%25C3%25A0s%2B02.56.29.pngE minha, quinta leitura nas férias foi Guia politicamente incorreto da filosofia: ensaio de ironia, de Luiz Felipe Pondé.
Minha, sexta leitura nas férias, ficou oscilando entre "The Bhagavad Gita", leitura iniciada há meses e até agora interminada! vários artigos de três revistas de caráter científico, partes do "Index de livros proibidos" de Henry Spencer Ashbee, leituras de Jornais, Diários, etc. Agora, retomo mais um livro: desta vez do Mia Couto, autor Moçambicano, um livro que recebi de presente da querida Samara Alves. Bons amigos dão de presente bons livros! Eis minha sétima leitura nas férias:
Minha oitava leitura nas férias, será mesclada por Leonardo Boff, e Index dos livros proibidos, uma ou outra poesia, tudo isto me preparando para o "prato principal" Kant, Foucault e Arthur Schopenhauer.


Minha nona leitura nas férias, preparação à inicicação Foucaultiana, começou a me interessar sobremaneira. Trata-se do seguinte livro: VEIGA NETO, Alfredo José da. Foucault & a educação. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. 191 p. (Pensadores & educação ; 5).

"Os grandes filósofos sistemáticos são construtivos e oferecem argumentos. Os grandes filósofos edificantes são reativos e oferecem sátiras, paródias, aforismos. Eles são intencionalmente periféricos. Os grandes filósofos sistemáticos, como os grandes cientistas, constroem para a eternidade. Os grandes filósofos edificantes destroem para o bem de sua própria geração. Os filósofos sistemáticos querem colocar o seu tema no caminho seguro de uma Ciência. Os filósofos edificantes querem manter o espaço aberto para a sensação de admiração que os poetas podem por vezes causar - admiração por haver algo de novo debaixo do sol, algo que não é uma representação exata do que já ali estava, algo que (pelo menos no momento) não pode ser explicado e que mal pode ser descrito." Rorty, 1988, p. 286. 

Minha décima leitura nas férias está oscilando, ora entre Vigiar e Punir de Michael Foucault, ora entre Kant, da coleção Os Pensadores.
"Um déspota imbecil pode coagir escravos com correntes de ferro; mas um verdadeiro político os amarra bem mais fortemente com a corrente de suas próprias ideias; é no plano fixo da razão que ele ata a primeira ponta; laço tanto mais forte quanto ignoramos sua tessitura e pensamos que é obra nossa; o desespero e o tempo roem os laços de ferro e de aço, mas são impotentes contra a união habitual das ideias, apenas conseguem estreitá-las ainda mais; e sobre as fibras moles do cérebro funda-se a base inabalável dos mais sólidos impérios." SERVAN.

Minha décima primeira leitura nas férias, foi "Um copo de cólera" de Raduan Nassar.
"(...) Te digo somente que ninguém dirige aquele que Deus extravia! (...)"  Nassar. p. 58-9

*************************************************************

Fiz uma promessa de ler 30 livros nas férias, não consegui, então hoje, tendo em vista o iminente retorno ás aulas, decidi selecionar 'criteriosamente' os livros mais finos, menores, mais fáceis de ler, para chegar mais perto à minha obstinada intenção. Eis algumas seleções das leituras que acabo de fazer:

Clareira

'No bosque a clareira
lugar de denúncia,
os deuses se despem
aos olhos dos homens'.Paviani. 



Décima segunda leitura nas férias: PAVIANI, Jayme. Onze horas úmidas. Porto Alegre: A Nação, 1974. 43 p.

***********************************************************************************


Inquérito



'Perante Sua Excelência

Aqui se firmam

Pedindo divórcio

Deste mundo cruel,

José Maria Aparecido Americano

Casado, Nacional,
Filho do Mundo sob o trópico do Câncer
E a parte litigiante
Maria de Assunción Cuevas,
Que de ora em dianta
Será denominada:
Saudade!' Blauen.
Décima terceira leitura nas férias:VON BLAUEN, Artifex. Cancyoneiro americano. Curitiba: [s.n.], [1977]. 18 p.
***********************************************************************************





I
'Recolha em cada pedaço de fala
de silêncio
ou parafrasear cantos da casa,
 inteira (...)' Tessler.
Décima quarta leitura nas férias: TESSLER, Elida; LIMA, Manoel Ricardo de. Falas inacabadas: objetos e um poema. Porto Alegre: Tomo Editorial, 2000. ca. 20 p.
***********************************************************************************
'Andando no céu
A lua cheia contempla a Terra
e entra nas nuvens'. Masuda
Décima quinta leitura nas férias: MASUDA, H.; ODA, Teruko; ARRUDA, Eunice. Haicai: a poesia do Kigô. São Paulo: Aliança Cultural Brasil-Japão, 1995. 114 p.
***********************************************************************************

Bilhete

'dize-lhe que já fui.
comprei o bonde
e antecipei.

viver é angústia
esta sim eterna.
porque eu ficaria?

comprei o bonde
e me assanhei.

deixei na bolsa a foto
algum trocado
e um beijo saudoso.

comprei o bonde
e embarquei

feliz.' Souza.
Décima sexta leitura nas férias: SOUZA, Raquel Rolando. Primeira pessoa. [S.l.: s.n.], 1986. 40 p.
***********************************************************************************
"Amar é um elo entre o azul e o amarelo". Leminski

Décima sétima leitura nas férias: LEMINSKI, Paulo. Paulo Leminski. 2. ed. São Paulo: Global, 1996. 212 p. (Melhores poemas ; 33)
***********************************************************************************

'Eu
quando olho nos olhos
sei quando uma pessoa
está por dentro
ou está por fora

quem está por fora
não segura
um olhar que demora

de dentro do meu centro
este poema me olha' Leminski
Décima oitavva leitura nas férias: LEMINSKI, Paulo. Caprichos e relaxos. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. 151 p.
***********************************************************************************
'Tudo me foi dado
Nada me foi tirado
O que um dia foi meu
nunca vai ser passado'. Leminski
Décima nona leitura nas férias: LEMINSKI, Paulo; SUPLICY, João. Winterverno. São Paulo:Iluminuras,2001.ca.50 p.
***********************************************************************************

'depois de muito meditar
resolvi editar
tudo o que o coração
me ditar' Leminski
Vigésima leitura nas fériasLEMINSKI, Paulo. Ex-estranho. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1996. 76 p.
***********************************************************************************
Intrusão

"O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente..."Quintana.
Vigésima primeira leitura nas férias: QUINTANA, Mário. Caderno H. 4. ed., rev. Porto Alegre: Globo, 1983. 183 p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário