4 de set de 2012

... ou "Olhar"

Rios descem no meu ser
sinto-me inundada
rios que não molham
águas que não escorregam
rio que fica PuLsando
no r-i-t-m-o do coração
à espera de uma fricção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário