22 de mai de 2009

No meio da noite, sinistros

Era sexta-feira
Era dia de rir e de passear
Era dia de sair do lugar.
Eu contava os passos
passo aqui, passo acolá
cuidando para não tropeçar
Eu cuidava você prá encaixar nos meus passos
prá fechar os contratos, prá te dar uns abraços

Era sexta-feira
era dia de feira
o contrato faliu
e você nunca mais sorriu,
nem sentiu,
nem viu.

O contrato faliu!
no cair da noite
no meio da feira
na sexta-feira

Nenhum comentário:

Postar um comentário