7 de mai de 2009

Óca ôca

Nas noites ocas deitada na minha vida ...
afagos na escuridão, numa cegueira total.
A pele aveludada e macia, rumor silencioso e letal
será o último suspiro? Após a cravada fatal?
Tigres abraçam, garras de aço que amassam, e ser..pen...teiam com olhar molhado e frio. Voa num salto distante! Fica só o emaranhado... salpicado pela escuridão preenchendo o enclausurado vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário