1 de mai de 2008

(....) (....) alguns anos depois, impressões malukas de uma EStrEla


Não é o monolito que leva o homem à invenção da ferramenta, mas o medo, a curiosidade, a coragem. O homem descobre um osso mais forte, que (se) transforma em ferramenta, que gera conhecimento, que se tranforma em pincel, que gera tecnologia, que se tranforma em informação, que gera mais informação. O homem agora, civilizado, racional, crítico, científico que conquistou o mundo, aprende a conquistar também o espaço. É criado uma "super ferramenta" Hal, o cérebro, cabeça pensante da nave. Este percebe que o homem é entendiante e entediado, alucinado, alienado, artificial, não passa de um "técnico de manutenção". Hal pensa que está vivo e tenta aniquilar o homem que parece estar morto. Mas a coragem resurge no coração do velho macaco que com uma simples chave de fenda mata o computador. O homem venceu a batalha contra a ferramenta, agora tem que enfrentar a si mesmo. É a evolução, a consciência, a transcendência, e inexplicavelmente a morte. Enfrentou a vida, agora tem que enfrentar a morte, enfrentou o natural, agora precisa vencer o sobrenatural. Dependeu da tecnologia e quase foi sucumbido por ela. Se o olho de Hal simboliza a cor do medo, o azul simboliza o futuro. Se bilhões de estrelas formam uma sombra de noite, apenas um raio de sol é capaz de iluminar a escuridão, aquecer e contagiar dando vida e esperança a este homem que entra em uma nova dimensão.

No conto "Sentinela"de Arthur C. Clarke, ele diz que "a quantidade de estrelas no céu é equivalente à quantidade de seres humanos que nasceram e morreram, então é possível que exista uma estrela para cada ser que existiu." Assim as pessoas que existem, existiram ou existirão tornar-se-ão no processo evolutivo brilhantes estrelas. Saberemos quando nos transformaremos em estrelas. No filme 2001 uma odisséia no espaço Bowman transformou-se na criança estrela.
Mais que a luz das estrelas, ah
Meu universo é
"Então o levou para fora, e disse: Olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as pode contar; e acrescentou-lhe: Assim será a tua descendência." Gênesis 15:5

Nenhum comentário:

Postar um comentário