19 de ago de 2009

Partes conjuntas

Aproveito meu último dia de férias, e deixo-me tocar por um deus desocupado ...
Que enfiando seu dedo em mim, me encontrou desocupada prá fazer uns versos assim:

Sei que não sou uma, mas sou várias
Dispostas em escalas movediças
Umas são verdadeiras, outras são falsárias
Umas são próprias, outras são postiças

Estranho as que são atrapalhadas
E convivo com as metidas e atrevidas
No convívio com as esquecidas e as diárias
Me misturo até com as escondidas

Vou vivendo com elas como posso
Sem nenhuma intenção de separá-las
Porque fazem parte de um total

Cada uma tem um pouco do universo
E se fazem dia a dia com sucesso,
Com as migalhas do que chamam: Não Dual

Um comentário:

  1. Poxa, você escreve tão beem,
    Espero um dia poder escrever como você!

    E quanto ao post, acredito também ser várias, e várias de mim ainda inéditas que espero conhecer.

    Te linkei,
    Beijos

    ResponderExcluir