27 de dez de 2008

Ayurveda

"Existe apenas uma religião, a religião do amor. Existe apenas uma casta, a casta da humanidade. Existe apenas uma língua, a língua do coração. Existe apenas um deus, ele está dentro de cada um de nós, e todos somos um." Sai Baba

Meu corpo está sempre mudando, apesar de parecer ser o mesmo,
independe para onde vôo, independe para onde vou
Através das minhas referências e das informações que me perpassam
Me transformo no que quero e no que sou, vou...

Vou me transformando, recriando, reinventando.

Meu universo se manisfesta na matéria
a matéria como algo transcendente
ou quem sabe inerente...
Inerente ao Ser, inerente a mim.

Micro\cosmo dentro do macro\cosmo

Tenho tudo o que tenho
Sou tudo o que sou
é uma mágica de começo sem fim.

E assim vou me manifestando
Haja!!!! hehehe

Me manifesto através da comunicação
Utilizando-me do elemento éter
que sopra meu fôlego se tornando em ar
e que do ar se torna fogo
e do fogo se torna água no mar
e desta água que evapora e se condensa
no espaço quimera
se tranforma em terra.

Vibro na minha ilusão
Vibro na minha sólida
...solidão
Vida no vazio da minha dêmencia
Vivo uma determinada frequência.

"A diferença entre a escrita humana e a divina reside no fato de que o número de signos da primeira é limitado enquando o da segunda é infinito: por isso o universo é um texto desprovido de sentido, ilegível até mesmo para os deuses". Otávio Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário