14 de dez de 2008

Realismo


Tenho meus anjos e meus demônios!
Fui atacada por pandemônios...
Nas entre linhas escritas e revistas
Seguidamente deixo minhas pistas...

Estou pouco ligando para o profano
para a metade. Será verdade ?
Quero contato, beijo de língua
o tempo urge, a vida mingua...

Que me arrebentem, eu arrebento
o mundo é mau, é sofrimento
e ilusão, não quero mais
dissimulação...afetação, tormento?

Vão se tratar!!!

Quero alegria, que contagia
e dissimula, minha demência

eu quero sempre
eu qero gente
eu quero transparência.

Aprendizagem
conhecimento
sabedoria
inspiração
Quero de tudo,
não quero nada
A sangue suga

Nenhum comentário:

Postar um comentário