14 de dez de 2008

Raspagem

Fico pensando em Olenka Semionovna!
Olenka de Kukin, depois de Vassili,
também de Vladimir.

Olenka que não pensava por si
Olenka que repetia
Olenka que sorria.

Há Olenka! Olenka! Olenka!

Olenka que perdera sua vida
Olenka que perdera sua alma
Olenka que tinha pressa
Olenka que não tinha calma.

Há Olenka! Olenka! Olenka!

Há que bom conhecer todos os "Ionovnos"
"Artista incomparável"
Anton Tchekóv

E entre o sonho, a vida e a nostalgia

Conhecer Olenka que não sabia
Olenka que repetia
Olenka com eco
Olenka repeteco

Leia em: http://books.google.com.br/books?id=iqiOejxZKzMC&pg=PA237&lpg=PA237&dq=olenka+and+tchekov&source=web&ots=sDBu7E-ljp&sig=b9EUd38jr786lXvpBYKRdxwJmLg&hl=pt-BR&sa=X&oi=book_result&resnum=1&ct=result

Nenhum comentário:

Postar um comentário