14 de mar de 2009

O sonhador III

Sobre pipoca ou piruá.

http://www.releituras.com/rubemalves_pipoca.asp


Sobre um lugar que nunca estive, mas hei

Destino de Aventureiro

Ney Matogrosso-Composição: Eduardo Dusek

O destino de aventureiro
É seu nome num grafite de banheiro
Coração tatuado em marinheiro
Um recado escrito no dinheiro

Qualquer barco que passa me acena
Com uma fuga, ao invés de um poema
Não sei em que cidade mora a morte
Sou amante da sorte

Cada garça que voa me faz chorar |
Pra onde é que ela vai? |
Qual será o seu lugar? | 2x
Lembra dois vilaretes de Bagdá |
Onde jamais estive, mas não canso de sonhar |

Ventanias e ardentes tufões
Juras de amor e palavrões
Uma arena cheia de leões, palácios e prisões

De repente se instala em Paris
Apaixonado, é o que eu sempre quis
Ser o favorito de alguém, dança do ventre num harém

Cada garça que voa me faz chorar |
Pra onde é que ela vai? |
Qual será o seu lugar? | 2x
Lembra dois vilaretes de Bagdá |
Onde jamais estive, mas não canso de sonhar |

Sonhei um destino demais | 2x
E sei que vou tê-la aos meus pés |

Sonhei

Nenhum comentário:

Postar um comentário