23 de nov de 2008

Tractatus * Linguagem

'1. O mundo é tudo que ocorre.
2. O que ocorre, o fato, é o subsistir dos estados de coisas.
3. O pensamento é a figuração lógica dos fatos.
4. O pensamento é a proposição significativa.
5. A proposição é uma função de verdade das proposições elementares (a proposição elementar é uma função de verdade de si mesma).
6. A forma geral da função de verdade é: %¨(&*&#@$(+"!herskkk
7. O que não se pode falar, deve-se calar.'

"A lógica preenche o mundo; os limites do mundo são também seus limites (...). Não podemos pensar o que não podemos pensar, por isso também não podemos dizer o que não podemos pensar."

Meu 'Eu' que pensa, não é deste mundo,
e como tal, não há outro igual,
ele está pouco acima do limite de tudo,
entre o fio da navalha que separa, o bem do mal.
Nita

"O que pode ser dito, o pode ser claramente, mas o que não se pode falar deve-se calar."

"Aquilo que se sabe, quando ninguém nos interroga, mas que não se sabe, quando devemos explicar, é algo sobre o que se deve refletir."

ZILLES, Urbano. O racional e o místico em Wittgenstein. 2. ed Porto Alegre: EDIPUCRS, 1994. 94p.

Um comentário:

  1. Jorcenita (ou estou falando com a Jô, ou com a Nita?). Estava há dias sem olhar nenhum blog. Resolvi ler alguns e tu foste a escolhida. Fiquei mais de hora aqui. Tudo está tão bom! Abraço do Cassionei.

    ResponderExcluir