28 de nov de 2008

O idiota

Hoje são 28 de novembro de 2008. Nasci 28 de fevereiro de 1971. Dostoiévski morreu em 28 de janeiro de 1881.
Mas estou aqui não para falar do dia 28, mas para falar de vida nos dias 28 ou em outro dia qualquer. O tema da vida atravessa o romance 'O idiota'. Muito embora, a vida esteja em constante contraposição com a morte.

"Irmão! Não me abati e nem caí em desânimo. A vida é vida em qualquer lugar, a vida está em nós mesmos e não fora. Ao meu lado haverá pessoas, e ser homem entre elas e assim permanecer para sempre, quaisquer que sejam os infortúnios, sem perder a coragem nem cair em desânimo - eis em que consiste a vida, em que consiste o seu objetivo. (...) Quando olho para o passado e compreendo quanto tempo perdi em vão, quanto perdi com equívocos, com erros, na ociosidade, na inabilidade para viver, como deixei de apreciá-lo, quantas vezes pequei contra meu coração e minha alma, meu coração se põe a sangrar. A vida é uma dádiva, a vida é uma felicidade, cada minuto poderia ser uma eternidade de felicidade."

Carta escrita a Mikhail.


O acaso do dia 28 - DIA DO QUERER

DIA 28 = DIA DO QUERER 'É muito contraditório, pois nasceu com o dom do querer, mas vive se queixando. É naturalmente tímido, infeliz e até de natureza doentia. Livre dessa face doentia poderá se impor a tudo e a todos, pelo seu admirável senso diplomático e espírito de justiça e compreensão. Será mais bem sucedido como chefe ou em atividades independentes, pois não gosta de ser mandado nem criticado. Como tem grande vitalidade e energia física, pode se dedicar a várias atividades ao mesmo tempo sem se cansar. Como o 29, tem muitos começos e poucos fins, e por isso deixa de aproveitar as oportunidades de se tornar famoso e rico. Tem tendência a aumentar seus aborrecimentos, embora não aparente e nem concorde com isso e, dessa maneira, se sujeita a muitos desapontamentos. É líder natural, mas falta-lhe espírito competitivo e força de vontade para lutar por seus ideais. Para superar todos os pontos negativos, deve desenvolver otimismo, autoconfiança e perseverança de propósitos. Estudar a natureza humana, procurando compreendê-la, deixar de ser egoísta e se elevar sempre, seja no plano material como intelectual, são a base de sustentação para que atinja o sucesso e a felicidade tão almejadas. '

Nenhum comentário:

Postar um comentário