17 de out de 2008

EMPURRÃO

Vou esperar
quero dar todo o meu fogo
não parte dele

Que a inconsciência viva e vital que me inspira
e que é o meu Sou, ocupe tudo o que dou

Fixando-me em mim mesma
em um ponto brilhante qualquer
ilumine a terra, o negro do céu!

Não vou me encontrar,
porque sou inencontrável
mas posso te amar
com paixão controlável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário