23 de out de 2008

ha, ha, ha! Castelos no ar


Fantásticos castelos de areia
Vidas vivendo ao vento
o mar inquieto, agitado, oscilando
coisas e pessoas acabam dançando
Mercado alado!
Marcando, re marcando, martelando
exclui um castelo encantado
Vento alado...calado
restam grãos de areia chicoteando a alma
Marcando o rosto
empurrando a vida, martelando o ar
castelo de areia
castelo encantado
castelo no m a r
"- O pensionato, ha, ha, ha! Castelos no ar - exclamou Ekatierina Ivánovna depois de dar umas risadas, interrompidas pela tosse. - Não, Rodion Románovitch, os sonhos se desvaneceram!" Dostoiévski. Crime e castigo. p. 464

Nenhum comentário:

Postar um comentário